1 evento ao vivo
Logo do Palmeiras
Foto: terra

Palmeiras

Felipão, boa fase e ofertas recusadas: Lucas Lima quer ser feliz no Verdão

Meia diz que foi sondado no meio do ano para sair, mas não pensa em ir embora do Palmeiras agora. Ele diz que após a Copa do Mundo recuperou o futebol do início do ano

14 set 2018
12h51
atualizado às 12h51
  • separator
  • comentários

Líder em assistências do Palmeiras na temporada com dez, Lucas Lima deve começar jogando neste domingo, contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. Depois de conviver com altos e baixos na temporada, o meia recuperou o bom momento com Luiz Felipe Scolari, sendo titular do "time B" e uma alteração frequente do "time A".

Lucas Lima deve ser titular contra o Bahia, domingo, pelo Campeonato Brasileiro (Foto: Cesar Greco)
Lucas Lima deve ser titular contra o Bahia, domingo, pelo Campeonato Brasileiro (Foto: Cesar Greco)
Foto: LANCE!

Para o jogador, a parada da Copa do Mundo foi chave para o atual momento. O relacionamento com Felipão, também.

- Felipão faz a bola passar mais por mim. Ele gosta que eu receba a bola, pede aos companheiros para me procurarem, para o jogo passar por mim para exercer esta função. Ele sabe minha característica e tem me ajudado a dar suporte. Ele também me cobra, mas para fazer o time jogar, armar. Tem dado liberdade perante aos companheiros, também - explicou.

- Fiz grandes jogos no começo do ano, o time caiu um pouco, eu também cai. Sabia que teriam críticas por ter jogador em um rival, por tudo que já demonstrei. Sempre tive o apoio da família, a cabeça tranquila. Sei o que posso render e quando jogo bem ou não. Foi importante porque me fez trabalhar mais ainda quando fui para o banco. Eu respeitei, pelo meu caráter, quero ser sempre titular, e vou trabalhar pelo meu espaço - acrescentou.

Mesmo com um primeiro semestre irregular, Lucas Lima teve a oportunidade de deixar o Verdão, com sondagens da Europa e da China. O meia não quis abrir conversas, pois quer se firmar no clube.

- Hoje, particularmente, estou tranquilo. Poderia ter ido para a Europa no fim do ano, mas escolhi o Palmeiras pela estrutura que alguns clubes da Europa não tem. Quero fazer história aqui, futebol é dinâmico, a gente não sabe o que vai acontecer. Tive sondagens no meio do ano, mas nem vem ao caso. Quero ser feliz aqui - completou.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade