9 eventos ao vivo

Equipe aprimorada, mas sem ritmo: Verdão completa dez dias sem jogar

O Palmeiras não entra em campo desde o dia 10, quando bateu o colombiano Junior Barranquilla, e só volta a atuar nesta quinta, contra o Melgar, no Peru, pela Libertadores

20 abr 2019
15h15
  • separator
  • 0
  • comentários

Neste sábado, o Palmeiras completa exatos dez dias sem entrar em campo. O último compromisso do time foi no dia 10, quando bateu o colombiano Junior Barranquilla por 3 a 0, no Allianz Parque, pela Libertadores, e a próxima partida é na quinta-feira, diante do Melgar, no Peru. Um período usado para aprimoramento, mas também com um possível prejuízo: o ritmo de jogo.

Fora da decisão do Paulista, Palmeiras completará 15 dias sem entrar em campo (Agência Palmeiras/Divulgação)
Fora da decisão do Paulista, Palmeiras completará 15 dias sem entrar em campo (Agência Palmeiras/Divulgação)
Foto: Lance!

- É bom e ruim. Bom porque conseguimos trabalhar algumas coisas que precisávamos, como as partes tática e física, mas também ruim porque acaba perdendo ritmo de jogo. Quem vem jogando mais, vai voltar como se estivesse zerado do ano, porque são 15 dias sem jogo. Mas a diferença vai ser só nesse ritmo de jogo, que alguns atletas podem sentir novamente - indicou Zé Rafael.Depois do jogo diante do Junior Barranquilla, o Palmeiras fez dois treinos e ganhou, na sequência, três dias de folga. Voltou a trabalhar na terça-feira, com foco na questão física, mas logo passou a trabalhar questões técnicas e táticas. Após o Melgar, pela Libertadores, a equipe estreia no Campeonato Brasileiro, no dia 28, contra o Fortaleza, e a ideia é deixar o elenco pronto para uma alternância maior nas escalações com partidas mais próximas.

- Nossa equipe vem trabalhando bastante nesses dias sem jogos, melhorando as partes técnica e tática e condição física. Coisas que precisamos melhorar porque, daqui a pouco, não teremos mais esse tempo. A semana foi importante para ganhar pontos importantes que precisávamos adquirir - apontou Zé Rafael.

A partir de quinta-feira, o Verdão terá uma sequência de seis partidas em um intervalo de 17 dias, com longas viagens entre elas. Enfrenta o Melgar, no Peru, recebe o Fortaleza no Allianz Parque, no dia 28, pega o CSA, em Alagoas, no dia 1, volta a São Paulo para encarar o Inter, no dia 4, joga em casa, novamente, contra o argentino San Lorenzo, no dia 8, e encerra a maratona diante do Atlético-MG, no dia 12, em Belo Horizonte.

Eliminada na semifinal do Campeonato Paulista, a equipe está em segundo lugar no Grupo F da Libertadores. Conquistou nove pontos em quatro partidas, um ponto a menos em relação ao San Lorenzo, único que venceu o time do técnico Luiz Felipe Scolari na competição até agora - 1 a 0, na Argentina, no último dia 2.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade