1 evento ao vivo

CRB e CSA fazem clássico de raras chances e sem gols no Rei Pelé

Primeiro tempo onde o Marujo foi mais ofensivo contrastou com etapa complementar onde o domínio no ataque foi notório do Regatiano

1 dez 2020
21h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A emoção não esteve muito presente no Clássico Rei dessa terça-feira (1) entre CRB e CSA válido pela 25ª Rodada do Brasileirão da Série B. Com isso, o marcador de 0 a 0 não chegou a ser uma grande surpresa onde o ponto conquistado por cada lado deixou o Azulino em sexto lugar com 38 unidades e, com 33, o Galo da Praia figura na 11ª colocação.

Reprodução/Premiere
Reprodução/Premiere
Foto: Lance!

POUCAS CONSIDERAÇÕES

Respeitando as habituais características de um clássico, CRB e CSA não fizeram uma partida onde os espaços eram muito amplos na defesa de nenhuma das partes, pelo contrário. Se o Marujo era quem conseguia ter por (muito) mais tempo a posse e especulava no campo de ataque, o Regatiano tratava de se retrair nos arredores de sua área e buscar a saída rápida para o ataque que, em praticamente toda a primeira etapa, não aconteceu com efetiva clareza.

Dentro desse contexto, o Clássico das Multidões na capital alagoana terminou seus primeiros 45 minutos sem gols onde Robinho chegou a balançar as redes depois de cobrança de falta, mas a arbitragem acabou assinalando impedimento no ataque do Galo da Pajuçara, anulando o tento.

VIRADA DE CHAVE

As instruções nos vestiários do Rei Pelé parecem ter sido melhor entendidas por parte dos comandados de Ramon Menezes do que do lado de Mozart Santos tamanha foi a melhora apresentada pelo CRB dentro do que a partida apresentou até então.

Depois de só assustar Matheus Mendes com o gol anulado no fim do primeiro tempo, já com dez minutos do tempo complementar o Galo havia formulado duas excelentes oportunidades onde a ação do goleiro do CSA foi vital para evitar a abertura do marcador. Do outro lado, o Azulino até assustou com Rodrigo Pimpão, mas parecia ter parado por aí e passou mais a correr atrás do adversário do que o inverso.

FICOU NO ZERO

Os esforços dos dois lados pareceram mais eficiente no segundo do que no primeiro tempo, porém nada suficiente para balançar as redes na cidade de Maceió que viu o seu grande clássico terminar zerado.

Veja também:

Veja onde estão 24 andarilhos no futebol brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade