0

Cobiçado pelo Palmeiras, Hulk decide não renovar com seu clube na China

Atacante se reuniu com o Shanghai SIPG nesta terça-feira para informar que não deseja ampliar o contrato, que se encerra em dezembro; Verdão terá concorrência do exterior

14 jul 2020
18h39
atualizado às 20h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Uma reunião realizada nesta terça-feira, na China, deu esperança ao Palmeiras de ter Hulk em 2021. Às vésperas da retomada do calendário do futebol local, o atacante comunicou ao Shanghai SIPG que não deseja renovar o contrato que acaba em dezembro. O Verdão soube da situação ainda nesta terça-feira e, após mostrar suas dependências ao atacante em fevereiro, deve se movimentar para tentar trazê-lo. Mas haverá concorrência do exterior.

A comunicação de sua saída do clube chinês no final deste ano abriu ainda mais espaço para Hulk receber sondagens, que ele já tinha antes mesmo de definir que não seguiria no seu time atual. Há interesse da Europa no atacante, inclusive de Rússia e Portugal, onde o jogador já atuou, e o Galatasaray, da Turquia, aparece como equipe que o deseja. É certo, contudo, que Hulk não decidirá agora para onde vai, o que pode aumentar as chances do Verdão.

Hulk comunicou ao Shanghai SIPG que não deseja renovar contrato que acaba em dezembro (Reprodução/Instagram)
Hulk comunicou ao Shanghai SIPG que não deseja renovar contrato que acaba em dezembro (Reprodução/Instagram)
Foto: Lance!

- Avisei que não quero renovar. Agora, estão chovendo propostas de vários países. Tem grandes clubes da Europa, disputando a Liga dos Campeões, e do Brasil também. Até da China, mas, aqui, não quero mais. Estou estudando e pedindo a Deus para me ajudar a escolher a melhor e estar bem fisicamente - disse Hulk ao Globo Esporte nesta terça-feira.

- Não estou colocando fator 'dinheiro' na frente. Estou pensando direitinho onde vou ser mais feliz e estou dando tempo, escutando meus empresários. Não decidimos nada ainda. O certo é que em dezembro estou livre - reforçou o atacante, na entrevista que deu pouco após a reunião com o Shanghai SIPG.

Não colocar o fator financeiro como prioridade é a grande esperança do Palmeiras. A diretoria sempre considerou que, mesmo livre, o atacante ainda tem mercado no exterior, e os gastos com salários, luvas e comissões podem ser altos demais. Dependeria, basicamente, da vontade dele em ceder financeiramente para voltar ao Brasil e, enfim, realizar o sonho de atuar no time do coração. A aposta alviverde fica nesse ponto.

Segundo a revista France Football publicou em 2019, o Shanghai SIPG paga 23,4 milhões de euros (R$ 145 milhões, na cotação atual) por ano com seus salários, o que representa mais de R$ 12 milhões por mês. Valores proibitivos para o Palmeiras mesmo antes da crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus, que fez o clube reduzir três meses de salários do elenco profissional para evitar demissões no clube. Mas o contato já é mais próximo.

Em fevereiro, Hulk esteve em São Paulo e viu que o Palmeiras pode ser um destino se decidir atuar no Brasil. O jogador, que fará 34 anos de idade no próximo dia 25, nunca escondeu ser palmeirense e estreitou tanto suas relações que garantiu a presença dos filhos nas categorias de base do clube. Com a família, acompanhou a vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol, em 16 de fevereiro, em camarote no Allianz Parque, convidado por João Paulo Sampaio, seu técnico no sub-16 do Vitória e atual coordenador da base do Verdão.

O jogador ainda conheceu a estrutura do centro de treinamento do Verdão em 18 de fevereiro e, como a paralisação do futebol asiático se estendeu mais do que o planejado, pediu e conseguiu aval do Shanghai SIPG para treinar na Academia de Futebol. Porém, não chegou a documentação que o liberaria para trabalhar no local e, diante da pandemia, o Verdão fechou o local.

Veja também:

Colunista do L! alerta para privilégio de torcida organizada em jogo do Palmeiras
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade