0

Daniel Dias chega a 9 ouros e supera desempenho do Parapan do Rio

18 nov 2011
22h19
atualizado às 23h48

Daniel Dias confirmou mais uma vez o status de fenômeno da natação paraolímpica brasileira. Quatro anos depois de conquistar oito medalhas nos Jogos Parapan-Americanos do Rio de Janeiro, ele bateu a marca nesta sexta-feira ao alcançar nove triunfos na edição de Guadalajara. Desta vez, venceu os 100 m livre S5 e os 50 m costas S5, com direito a duas quebras de recorde parapan-americano.

Veja o quadro de medalhas dos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara

Antes, Daniel já havia dominado a disputa dos 100 m peito SB4, 200 m medley SM6, 50 m livre S5, 50 m borboleta S5, e nos revezamentos 4x50 m medley, 4x100 m livre e 4x50 m livre. Além disso, ainda pode conquistar mais duas medalhas douradas, chegando a 11: no sábado, vai disputar os 200 m livre S5 e o revezamento 4x100m medley.

Na qualificação das categorias, a letra S diz respeito ao tipo de prova (swimming, natação em inglês), podendo ter adendos como SB (swimming breast, nado peito) e SM (swimming medley). O número faz referência ao grau de deficiência. Quanto maior o número, maior a dificuldade do atleta. De 1 a 10 reúne nadadores com limitações físico-motoras, de 11 a 13, nadadores com deficiência visual, e 14 trata de nadadores com deficiência mental.

Nos 100 m livre, Daniel Dias comandou dobradinha com outro destacado nadador paraolímpico brasileiro: Clodoaldo Silva. O multicampeão venceu com 1min10s14, nova marca parapan-americana, seguido do compatriota, que cravou 1min20s59. A terceira colocação ficou para o mexicano Gustavo Sanchez.

Nos 50 m costas, outra dobradinha, desta vez com Francisco Avelino, e nova quebra de recorde. Daniel terminou em 35s63, seguido do compatriota, com distantes 45s93, e do mexicano Juan Reyes. Clodoaldo também participou da prova, mas não conseguiu chegar ao pódio e terminou na quarta colocação.

O Brasil somou medalhas de ouro com a conquista de Joana Silva, que cravou o novo recorde parapan-americano dos 100 m livre S5 ao vencer em 1min29s57. Edenia Garcia repetiu o feito, mas nos 50 m costas S5, vencendo com 52s48.

Fechando mais uma noite dourada da natação brasileira em Guadalajara, Nélio Almeida venceu de forma apertada os 50 m borboleta S7, com 36s83, apenas 0s25 mais rápido do que o americano Daniel Kamber. Desta forma, o País chega a 69 medalhas na natação, com 26 de ouro, 19 de prata e 24 de bronze.

Confira as medalhas da natação brasileira nesta sexta-feira

OURO
100 m livre S5
Daniel Dias

100 m livre S5
Joana Silva

50 m costas S5
Daniel Dias

50 m costas S5
Edenia Garcia

50 m borboleta
Nélio Almeida

PRATA
100 m livre S5
Clodoaldo Silva

100 m livre S8
Caio Oliveira

100 m costas S9
Camille Cruz

50 m costas S5
Francisco Avelino

BRONZE
100 m borboleta S8
Caio Oliveira

Daniel Dias venceu os 100 m livre S5 e os 50 m costas S5
Daniel Dias venceu os 100 m livre S5 e os 50 m costas S5
Foto: Cleber Mendes / FOTOCOM.NET / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade