PUBLICIDADE

Jogos Panamericanos 2011

Às vesperas do Parapan, Brasil projeta 1º lugar em Guadalajara

3 nov 2011 - 10h41
(atualizado às 10h46)
Compartilhar

De malas prontas para os Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara, entre os dias 12 e 22 de novembro, os 213 atletas brasileiros que competem no evento têm uma importante missão: repetir o primeiro lugar no quadro geral de medalhas, conquistado na última edição, Rio 2007. Potência no continente, o Brasil tem bons indicativos de que a campanha de concretizará.

No Parapan do Rio, o Brasil conquistou 228 medalhas, sendo 83 de ouro, 67 pratas e 77 bronzes. Na primeira edição dos Jogos, na Cidade do México 1999, o País conquistou 180 medalhas (92 de ouro, 55 de prata e 33 de bronze), alcançando o segundo lugar geral. Em 2003, em Mar del Plata, repetiu o vice com 164 (80 ouros, 53 pratas e 31 bronzes).

Além disso, na Paraolímpiada de Pequim, o Brasil ficou em nono no quadro de medalhas, com um crescimento vertiginoso em relação às edições passadas - foi 14º em Atenas 2004 e 24º em Sydney 2000.

Resultados recentes também mostram um cenário positivo. O para-atletismo brasileiro ficou em terceiro lugar geral no Campeonato Mundial, atrás somente de Rússia e China. Esportes como ciclismo, tênis de mesa, judô e natação também são destaques.

Serão 13 modalidades disputadas no México e muitas delas já são classificatórias para os Jogos Paraolímpicos de Londres 2012 como é o caso do Basquete, Goalball, Halterofilismo, Tênis de Mesa e Vôlei Sentado. No Tiro com Arco e no Tênis em Cadeira de Rodas, a pontuação no Parapan vale para o ranking internacional, qualificatório para as Paraolimpíadas.

Medalhista olímpico e pan-americano, Clodoaldo Silva é uma das forças brasileiras no Parapan de Guadalajara
Medalhista olímpico e pan-americano, Clodoaldo Silva é uma das forças brasileiras no Parapan de Guadalajara
Foto: Reinaldo Marques / Terra
Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra