PUBLICIDADE

Jogos de Paris

Liga Esportiva fecha o ano em Imperatriz em temporada de recordes

Com a presença da skatista Rayssa Leal, maior competição poliesportiva estudantil do Brasil chegou pela primeira vez ao Maranhão

27 nov 2023 - 16h19
Compartilhar
Exibir comentários

A Liga Esportiva Nescau fecha a temporada 2023 com recordes e sucesso na missão de incentivar a prática e levar as lições do esporte, com diversão e inclusão, para meninos e meninas. A “cereja do bolo” da quarta  e última etapa regional foi a presença de Rayssa Leal. Uma participação para lá de especial, pois a skatista foi a anfitriã do evento em sua cidade natal, Imperatriz, no Maranhão, no sábado (25).

Rayssa Leal
Rayssa Leal
Foto: Divulgação

Imperatriz abraçou a Liga Esportiva

Incentivados pela variedade de modalidades, desafios, oficinas e pela presença de Rayssa, 1.025 crianças e adolescentes entre 7 a 17 anos compareceram no Complexo Esportivo Barjonas Lobão (Fiqueninho). No total, foram registradas 3.600 inscrições – era possível participar de várias atividades – e um total de 3.200 pessoas presentes ao evento, entre os jovens atletas, seus amigos e familiares.

Feliz com receber o evento no qual é embaixadora, Rayssa fez questão de circular por todo o espaço e interagir com a garotada.

“Um evento como a Liga Esportiva NESCAU® é muito importante, pois incentiva muitas crianças a praticar esporte e conhecer novas modalidades. E é tudo muito divertido. Eventos como estes abrem muitas portas para meninos e meninas se tornarem atletas no futuro. E receber a Liga em minha cidade é muito especial. Foi até engraçado. Na sexta-feira eu estava na escola e todo mundo só falava em participar da Liga", comentou. 

Rayssa sabe que inspira muitas crianças a começarem no skate. Uma delas é Nikoly Evellen. Aos 13 anos, ela já venceu os três maiores campeonatos do Pará e garantiu vaga para representar o Maranhão no Campeonato Brasileiro, a partir do dia 4 de dezembro, em Santos, no litoral paulista. “Entrei no esporte depois que comecei ver a Rayssa. Foi há um ano e meio, mais ou menos, quando pedi um skate para o meu pai. Me inspiro nela. Antes, eu nem ligava para skate. Agora quero ser profissional, ajudar minha família e realizar meus sonhos”, disse a atleta, que se encontrou com Rayssa na Liga. 

A etapa regional Imperatriz não teve só skate. Contou com diversas atividades, entre modalidades esportivas convencionais e adaptadas para jovens com deficiência, além de desafios e oficinas. Os esportes de competição foram judô, natação (convencional e adaptada), skate e tênis de mesa (convencional e adaptado). Nos desafios, a criançada se divertiu no circuito de chute ao gol, beach tennis, arremessos de 3 pontos e embaixadinhas, todos na modalidade convencional e adaptada. Já nas oficinas, as opções foram capoeira, badminton e minigolfe, além do skate, também com opções convencionais ou adaptadas.  

Recordes ao longo de 2023

Além das 3.600 inscrições e 1.050 jovens registrados na etapa maranhense, a Liga Esportiva bateu recorde de inscrições, participantes e público em sua 9ª edição, no Clube Esperia, em São Paulo. O evento recebeu 19.850 pessoas nos dias 16 e 17 de setembro, entre os 8.920 meninos e meninas inscritos, e seus familiares e amigos.

O maior campeonato poliesportivo estudantil do Brasil conquistou, em sua edição paulista novos e importantes patamares: 57% de participações femininas e 10% de participação de pessoas com deficiência inscritas. Além da etapa paulistana e em Imperatriz, a Liga passou por Recife, Pernambuco, e Araras, no interior paulista.

On Board Sports
Compartilhar
Publicidade
Publicidade