2 eventos ao vivo

Não é necessário ter cavalo para aprender equitação

Nas escolas de equitação, alunos aprendem os comandos de controle dos cavalos, a galopar, fazer exercícios equilíbrio e, ainda, saltar

25 ago 2016
16h00
  • separator
O brasileiro Stephan Barcha
O brasileiro Stephan Barcha
Foto: Divulgação FEI

Acompanhar as provas de hipismo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro foi uma delicia, não é mesmo? A elegância e harmonia entre os conjuntos formados por atletas e cavalos chamou a atenção de muitos espectadores, que ficaram se perguntando se é possível praticar o esporte mesmo não possuindo um cavalo.

Pois bem, a resposta é sim. Nas escolas de equitação (veja lista aqui), os alunos aprendem os comandos de controle dos cavalos, a galopar, fazer exercícios de equilíbrio e, ainda, saltar e percorrer trajetos com obstáculos diferentes e de variados graus de dificuldade. As aulas são feitas com cavalos ou pôneis, dependendo da idade do aluno.

Nos cursos de equitação os iniciantes também aprendem a lidar com o animal, prepará-lo para a prática e, sobretudo, respeitá-lo. A anatomia do cavalo, seu aparelho digestivo, seus hábitos alimentares e a busca pela relação sincera entre o homem e o animal são algumas das premissas para quem quer iniciar no universo do hipismo.

Para participar das aulas é necessária a apresentação da carteira de vacinação e uma avaliação médica, algumas vezes oferecida na própria hípica. Assim como nos Jogos Olímpicos, não é limite de idade para comecar a aprender. 

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Fonte: Terra
publicidade