1 evento ao vivo

Grêmio joga para manter liderança do grupo e pode ajudar o Inter na Libertadores

Comandados de Renato Gaúcho podem assegurar vantagem para as oitavas e ainda colaborar na classificação do rival

22 out 2020
08h50
atualizado às 08h50
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Classificado antecipadamente às oitavas de final da Copa Libertadores, o Grêmio ainda tem o que buscar nesta quarta-feira, quando vai encarar o América de Cali, no seu estádio, pela rodada final do Grupo E, a partir das 21h30. Afinal, assegurar a liderança da chave lhe dará a vantagem do mando de campo nas oitavas de final.

O time lidera o grupo com dez pontos e precisará vencer para alcançar o objetivo, pois o Internacional vem logo atrás com oito e terá pela frente a Universidad Católica no mesmo horário, no Chile. Além disso, se o Grêmio não perder, classificará o rival para a próxima fase do torneio. Afinal, o seu adversário colombiano soma cinco. E ainda precisa reverter uma desvantagem de 5 gols de saldo para tirar o colorado gaúcho da Libertadores.

É nesse cenário de auxílio ao rival e obtenção das vantagens a quem lidera o seu grupo que o Grêmio vai encarar o América de Cali, também com a meta de de demonstrar que a sua irregularidade está restrita ao Campeonato Brasileiro, no qual ocupa a modesta décima colocação.

E para isso, não poderá contar com o meia Alisson, que sofreu lesão no tornozelo esquerdo. O técnico Renato Gaúcho não confirmou o seu substituto, mas Robinho é o favorito para enfrentar a equipe colombiana - a outra opção é Jean Pyerre, recém-recuperado de lesão.

Também no setor ofensivo, Renato terá o retorno de Diego Souza, que estava suspenso no empate sem gols com o São Paulo, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Mas o treinador segue sem poder utilizar três peças em sua defesa: os laterais Leonardo e Guilherme Guedes, ambos lesionados, além do zagueiro Paulo Miranda, suspenso após briga generalizada no primeiro Gre-Nal da Libertadores.

Porém, Kannemann e Pedro Geromel, assim como aconteceu diante do São Paulo, vão compor mais uma vez uma dupla de zaga que tem marcado época no clube, mas que não atuava junto no torneio continental desde a derrota por 5 a 0 para o Flamengo nas semifinais de 2019.

"Decidir em casa é uma grande vantagem. Temos experiência jogando partidas eliminatórias em copas, como a Libertadores. Então, sabemos que é uma vantagem muito importante. Por isso, faremos nosso melhor para garantir a primeira colocação do grupo", afirmou Geromel, garantindo que o Grêmio estará concentrado na sua última partida na fase de grupos.

Atual campeão colombiano, o América de Cali sabe que precisa de quase um milagre para avançar de fase, mas também vislumbra a obtenção de uma vaga na Copa Sul-Americana. Lesionado, Adrián Ramos será desfalque, assim como Rodrigo Ureña e Aldair Rodríguez.

A aposta do time colombiano será na dupla de ataque composta por Duván Vergara e Santiago Moreno, além de dar bastante liberdade aos laterais Cristian Arrieta e Edwin Velasco. Além disso, terá o retorno do meia Yesus Cabrera, recuperado do coronavírus. Em Cali, o Grêmio derrotou o adversário desta noite por 2 a 0.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade