PUBLICIDADE

Goleiro campeão brasileiro com o Sport é investigado por estupro de menina de 9 anos, diz site

Defesa do ex-jogador informou que não teve acesso ao inquérito e que não vai se pronunciar

28 mai 2024 - 20h48
(atualizado às 23h33)
Compartilhar
Exibir comentários
Flávio foi campeão brasileiro com o Sport.
Flávio foi campeão brasileiro com o Sport.
Foto: Reprodução/Flavio Escolinha

O ex-goleiro Flávio Silva, campeão brasileiro de 1987 com o Sport, está sendo investigado pelo estupro de uma menina de 9 anos em sua escolinha de futebol na zona oeste do Recife (PE). A informação foi revelada pelo g1, nesta terça-feira, 28.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil como estupro de vulnerável. Ao g1, a mãe da vítima relatou o acontecido. Segundo ela, o suspeito teria levado a garota para uma sala para presenteá-la com um ursinho.

Quando a mãe chegou ao local para ver o que estava acontecendo, o ex-goleiro teria falado que ela poderia voltar ao jogo do outro filho, que fazia aula de futebol na escolinha, já que a menina não estava dando trabalho.

“Ele a abordou sozinha, no momento em que ela passou na frente dessa sala. Ela entrou, e a irmã dele [do professor], que trabalha na cantina, percebeu que ela estava lá dentro sozinha com ele e disse que ia me chamar para ajudar a escolher um ursinho. Eu fui, ela estava muito indecisa, e ele disse: 'Tá vendo que não precisava chamar a mamãe? Pode voltar para assistir ao jogo, ela não está me dando trabalho nenhum, pode ir’”, contou a mãe ao g1.

Como a porta estava aberta, a mulher, então, saiu do local e voltou para assistir à partida do filho. Alguns minutos depois, no entanto, a garota voltou até a mãe com um comportamento diferente do habitual. 

“Ela jogou eles [os bichos de pelúcia] para mim, não ficou agarrada com eles como sempre ficava. Quando chegamos em casa, normalmente, ela chegaria com o ursinho, sentaria para jantar, ia dormir agarrada com o ursinho, [dessa vez] ela jogou os ursinhos em cima da mesa e foi dormir na minha cama. Não jantou, não tomou banho, não quis saber dos ursinhos”, explicou a mulher.

No dia seguinte, a menina contou para mãe o que tinha acontecido. Segundo a moça relatou, o homem levou a garota para uma outra sala com uma cama. 

Ao g1, a defesa de Flávio informou que não teve acesso ao conteúdo das investigações e que não iria se pronunciar.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade