3 eventos ao vivo

Ferretti paraguaio, naturalizados e Kazu; veja curiosidades do Mundial

1 nov 2012
07h31
atualizado às 08h16

Hexacampeã mundial, a Seleção Brasileira de futsal será representada, a partir desta quinta-feira, por 14 jogadores na Copa do Mundo da Tailândia. No entanto, assim como nas edições anteriores, vários brasileiros naturalizados disputarão o torneio. O Brasil estreia contra o Japão nesta quinta-feira às 12h (de Brasília).

Aos 45 anos, Kazu, ídolo do futebol japonês, disputará o Mundial da Tailândia
Aos 45 anos, Kazu, ídolo do futebol japonês, disputará o Mundial da Tailândia
Foto: Getty Images

A Itália, que levou dez no Mundial de 2008, terá sete atletas "made in Brazil": Márcio Forte (o Marcinho), Humberto Honório, Rodolfo Fortino, Alex Merlim, Jairo Dos Santos (conhecido como Vampeta), Gabriel Lima e Assis Saad. A Rússia, cinco: Pula, Éder Lima, Robinho, Sirilo e Gustavo.

A Espanha, apesar de maior rival do Brasil, contará com os atacantes Fernandão e Alemão e, por fim, a Austrália terá à disposição Fernando, que ao mesmo tempo joga futebol de campo no South Melbourne, clube da segunda divisão local.

O vizinho territorial Paraguai também utilizará o DNA verde-amarelo. Só que no banco de reservas. Multicampeão nacional, o técnico Fernando Ferretti assumiu o Paraguai em 2007 e, no início do ano, classificou o país ao Mundial. Na Eliminatória Sul-Americana, inclusive, a equipe guarani derrotou o Brasil na semifinal. Em 2000, o treinador participou da competição pela Guatemala e, quatro anos depois, comandou o Brasil.

Além do grande número de brasileiros, o chamariz do certame será a presença do mito Kazu Miura. Ídolo do futebol de campo japonês, o atacante, que continua na ativa atuando pelo Yokohama FC (da segunda divisão japonesa) aos 45 anos, foi inscrito e tentará dar experiência ao time nipônico, adversário de estreia do Brasil. No fim dos anos 80, Kazu jogou por Santos e Coritiba.

Fonte: Terra
publicidade