PUBLICIDADE

Futsal

Briga generalizada interrompe final do Campeonato Metropolitano Sub-18 de futsal; vídeo

Corinthians perdia a partida por 5 a 2 para o Palmeiras quando torcedores invadiram a quadra; jogo foi suspenso

27 abr 2024 - 16h14
(atualizado às 16h16)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Uma briga generalizada interrompeu a final do Campeonato Metropolitano Sub-18 de futsal neste sábado, 27, na zona leste de São Paulo.
Partida de futsal sub-18 entre Palmeiras e Corinthians tem pancadaria e invasão de quadra:

Uma briga generalizada interrompeu a final do Campeonato Metropolitano Sub-18 de futsal neste sábado, 27. O Corinthians perdia a partida por 5 a 2 para o Palmeiras, no ginásio Presidente Ciro II, zona leste de São Paulo, quando a confusão começou. 

Segundo o Palmeiras,  jogadores e familiares foram feridos. "Torcedores do nosso adversário invadiram a quadra e atacaram brutalmente os jogadores do Verdão, incluindo menores de idade, deixando vários deles feridos – por sorte, sem gravidade. Familiares dos atletas e palmeirenses presentes no ginásio também foram agredidos e tiveram roupas rasgadas", explicou em comunicado. 

As finais das categorias sub-14 e sub-16 do torneio, que estavam marcadas para este sábado, também foram adiadas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), a briga entre torcidas ocorreu por volta das 11h30 e o evento foi cancelado. "A PM prestou apoio e não foram encontrados feridos", disse em nota enviada ao Terra

Briga generalizada interrompe final do Campeonato Metropolitano Sub-18 de futsal
Briga generalizada interrompe final do Campeonato Metropolitano Sub-18 de futsal
Foto: Reprodução/Redes Sociais

Na ocasião, torcedores do nosso adversário invadiram a quadra e atacaram brutalmente os jogadores do Verdão, incluindo menores de idade, deixando vários deles feridos – por sorte, sem gravidade. Familiares dos atletas e palmeirenses presentes no ginásio também foram agredidos e tiveram roupas rasgadas.

O clube tomará todas as providências cabíveis e registrará Boletim de Ocorrência para que os agressores possam ser rapidamente identificados e punidos pelas autoridades competentes. Ao mesmo tempo, prestaremos todo o apoio necessário aos nossos jovens atletas, que naturalmente estão chocados com os momentos de terror vivenciados. Exigimos ainda que a Federação Paulista de Futsal seja responsabilizada por sua conduta negligente e irresponsável.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade