Futebol

Dorival Jr. excluído por jogadores, Neymar hipotético e a decadência da seleção

9 jul 2024 - 18h41
Compartilhar

Uma vitória em apenas quatro jogos. Foi essa a campanha da seleção brasileira na Copa América até ser eliminada, nos pênaltis, para o Uruguai. 

Mesmo com um homem a mais desde os 28 minutos do 2º tempo, Dorival Jr. foi incapaz de encontrar soluções para resolver a partida nos 90 minutos. Quando o jogo se encaminhou para as penalidades, o técnico foi excluído da roda de conversa com seus próprios comandados. 

Após a eliminação, ainda abalado, Dorival parecia abatido na coletiva de imprensa. A sensação era que o ciclo do treinador na seleção havia chegado ao fim, mesmo com pouco mais de seis meses de trabalho. Apesar disso, Ednaldo Pereira, presidente da CBF, garantiu a permanência do técnico até a Copa do Mundo de 2026.

A decisão, embora controversa, não surpreende. Porque o problema da seleção não está apenas nos atletas e quem ocupa o cargo de treinador. A discussão pode e deve ir além. 

 

Homework Homework
Publicidade
Seu Terra












Publicidade