1 evento ao vivo

Torcedores culpam a arbitragem por empate na estreia do Brasil

17 jun 2018
18h59
atualizado às 19h25
  • separator
  • 0
  • comentários

Neste domingo os mais de 200 milhões de brasileiros assistiram a estreia da seleção na Copa do Mundo da Rússia. Destes, 25 mil estiveram no Vale do Anhangabaú, no Centro de São Paulo, onde o público aproveitou os mais de 23 mil metros quadrados estruturados para assistir o empate da Seleção Brasileira diante da Suíça por 1 a 1.

Com uma expectativa alta para a partida, a torcida parecia não se importar com os baixos 19ºC que apresentavam no local e se mostrava bastante empolgada para ver a primeira partida da equipe de Tite na Rússia. Para muitos, a sensação de assistir a partida num local assim serve para se sentir como se estivesse no palco da partida.

"Aqui você se sente como se estivesse no estádio. Se estivesse em casa estaria torcendo sozinho e é bem mais chato. Eu gosto de vir aqui e ver a emoção do pessoal", declarou Rodrigo, que quer ver a Seleção Brasileira enfrentando a Argentina na decisão na Rússia.

Dentre a multidão, alguns torcedores escolheram mostrar a sua torcida até mesmo pela fantasia que vestia. Este foi o caso da maratonista Animal, que pintou o rosto de verde amarelo, colocou uma grande peruca colorida e passou um batom azul para assistir o primeiro jogo brasileiro na Copa.

"Eu gosto muito do clima da Copa do Mundo. Apesar de não ser muito fã de futebol, eu adoro a Copa. É o mundo inteiro jogando e todo mundo torcendo pelo seu país. É um clima muito leve e eu adoro", declarou a maratonista que garantiu a sua presença em todos os jogos do Brasil, sempre com uma fantasia diferente.

Ao final do jogo, nem mesmo o empate por 1 a 1 no duelo contra os suíços na estreia desanimou o público do evento. Isso porque a grandíssima maioria atribuiu o tropeço como resultado de uma arbitragem polêmica do mexicano Cesar Ramos, que não utilizou o auxílio da tecnologia em dois lances polêmicos no segundo tempo. Após as polêmicas, o publico fazia uma forte vaia toda vez que o apitador aparecia no telão.

"O resultado não desanima em nada porque a arbitragem errou. O árbitro de vídeo não funcionou e o Brasil foi bastante prejudicado. Se o juíz desse o pênalti e a falta no Miranda no gol da Suíça nós venceríamos o jogo", avaliou Nícolas Camarga, que foi mais uma a garantir que irá assistir os outros jogos da Seleção no Vale do Anhangabaú.

Dessa forma, a expectativa é de um novo bom público no Vale do Anhangabaú na próxima sexta-feira, quando a equipe de Tite retorna a campo para enfrentar a Costa Rica. A busca pela primeira vitória na Copa acontece às 9h (de Brasília), em São Petersburgo.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade