0

Ronaldinho Gaúcho e Júlio César retornam à seleção brasileira com Felipão

22 jan 2013
14h46
atualizado às 14h49

O técnico Luiz Felipe Scolari anunciou nesta terça-feira, em um hotel da Zona Sul do Rio de Janeiro, a primeira convocação de sua segunda passagem pela seleção brasileira, que marca o retorno de Ronaldinho Gaúcho, do Atlético Mineiro, e Julio César, do Queens Park Rangers, da Inglaterra.

A lista, composta por 20 jogadores, vale para o amistoso do dia 6 de fevereiro, contra a Inglaterra, que será disputado no Estádio de Wembley, em Londres. Felipão garantiu que não houve restrição por faixa etária dos atletas.

"Não houve preocupação com a idade. Houve preocupação com os campeonatos começando e o desenvolvimento físicos dos atletas", explicou o treinador, que completou dizendo que fez contato com as comissões técnicas de clubes brasileiros para ficar ciente da situação dos jogadores.

Com relação à convocação do amistoso contra a Colômbia - o último de Mano Menezes sem restrição de escolhas, já que no Superclássico das Américas, contra a Argentina, só podiam ser chamados jogadores que atuavam no país - houve 12 nomes repetidos, entre eles o de Neymar, principal jogador da seleção brasileira depois da Copa do Mundo de 2010.

Os outros remanescentes da última lista da "Era Mano" foram o goleiro Diego Alves, os laterais Adriano e Daniel Alves, os zagueiros David Luiz e Leandro Castán, os meias Arouca, Lucas, Paulinho, Oscar e Ramires, além do atacante Hulk.

Outros três jogadores da lista de Felipão nunca chegaram a ser convocados pelo técnico antecessor: o zagueiro Miranda e o lateral esquerdo Filipe Luís, ambos do Atlético de Madrid, e o zagueiro Dante, do Bayern de Munique.

Além de Ronaldinho e Júlio César, que disputaram a Copa do Mundo de 2006 - apenas o goleiro voltou no Mundial seguinte -, a convocação também marca o retorno de Hernanes, da Lazio, jogador que perdeu espaço com Mano Menezes.

Felipão comentou como e porque voltou a convocar o goleiro, afastado da seleção desde o início do ano passado, quando o então jogador da Inter de Milão disputou um amistoso contra a Bósnia.

"Naturalmente que, à medida em que nós conversamos, fomos discutindo nomes, e um foi o do Júlio. Liguei para o Júlio, perguntei algumas coisas e disse que observaria seu desenvolvimento, e ele vem se portando muito bem, jogando muito bem. Acho que ele merece pelo que já fez e pelo que pode fazer", declarou.

Sobre a convocação de Fred e Luís Fabiano, dois centroavantes de ofício, Felipão garantiu que a seleção volta a atuar com um homem mais fixo na frente, mas já revelou que os dois não atuarão juntos na partida contra a Inglaterra.

"Dentro das minhas concepções, sempre gostei de ter um jogador mais forte perto da área. Mas isso não quer dizer que no futuro não possa haver uma modificação tática. Acho que a gente pode ter um pouquinho mais de referência", explicou o técnico.

Entre as ausências, a mais notória é a de Kaká, do Real Madrid, que foi convocado nos últimos amistosos de 2012. O jogador não vem atuando pela equipe espanhola e poderá se transferir para outra equipe no atual mercado de transferências de inverno europeu - o Milan foi um dos destinos mais especulados. Outro que ficou de fora foi o zagueiro Thiago Silva, do Paris Saint-Germain, que está contundido.

O presidente da CBF, José Maria Marín, abriu a entrevista coletiva fazendo um apelo por apoio à seleção e elogiou Scolari e o coordenador-técnico Carlos Alberto Parreira. "Confiamos totalmente nesses dois grandes campeões, com experiência respeitada e conhecida não só no Brasil, mas no mundo inteiro".

A seleção brasileira embarca para Londres no dia 3 de fevereiro, às 23h50 (horário de Brasília). Na capital inglesa, fará apenas um treino, na terça-feira, véspera da partida, no The Hive Football Centre.

Confira a lista dos jogadores convocados para o amistoso contra a Inglaterra:.

Goleiros: Diego Alves (Valencia) e Júlio César (Queens Park Rangers).

Laterais: Adriano (Barcelona), Daniel Alves (Barcelona) e Filipe Luís (Atlético de Madrid).

Zagueiros: Dante (Bayern de Munique), David Luiz (Chelsea), Leandro Castán (Roma) e Miranda (Atlético de Madrid).

Meias: Arouca (Santos), Hernanes (Lazio), Lucas (Paris Saint-Germain), Oscar (Chelsea), Paulinho (Corinthians), Ramires (Chelsea) e Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG).

Atacantes: Fred (Fluminense), Hulk (Zenit São Petersburgo), Luís Fabiano (São Paulo) e Neymar (Santos).

EFE   
publicidade