0

Roger elogia desempenho do Palmeiras, mas lamenta resultado

14 jun 2018
00h59
atualizado às 00h59
  • separator
  • comentários

O empate do Palmeiras contra o Flamengo, na última partida antes da parada para a Copa do Mundo, agradou ao técnico Roger Machado, não pelo resultado, mas pelo desempenho de sua equipe. Com a igualdade, o Verdão segue oito pontos atrás do líder rubro-negro.

"Foi um grande jogo, um clássico de duas equipes que brigam pelo título, o Palmeiras vindo em uma reação de sete pontos em três jogos. Era importante vencer hoje, mas sabíamos da dificuldade. Foi um jogo franco, bonito. Gostei muito do desempenho, nem tanto pelo resultado. Pelas oportunidades que criamos, a gente poderia ter vencido. O confronto vai ter novamente, no segundo turno e vamos poder medir forças", disse o comandante.

Com o resultado, o Palmeiras foi aos 19 pontos e permaneceu na sexta colocação do torneio. O time só volta a campo no retorno da Copa do Mundo, no dia 19 de julho, no clássico contra o Santos, no Pacaembu.

"Até os 25 minutos, 28 do primeiro tempo, nós dominamos o jogo, tanto que abrimos o placar, conseguindo entrar dentro do campo do Flamengo e ter a posse ofensiva, construindo chances de gol. Depois, o Flamengo encaixou melhor a marcação e deixamos de puxar algumas diagonais para gerar dúvida nos jogadores do Flamengo. Com o jogo muito apoiado, demos dois ou três contra-ataques vencendo o jogo, algo que foi conversado no intervalo para que não acontecesse mais".

"No retorno do segundo tempo tivemos três chances boas de ampliar o marcador, para dar tranquilidade. É um clássico do futebol brasileiro, quando se é eficiente, consegue-se abrir vantagem. O Flamengo teve chance com o Éverton e o gol de um escanteio. Sentimos a vantagem que deixamos escapar, como contra o Ceará, mas acho que foi um grande jogo, exceto pelo evento no fim, que não precisava ter", completou.

No retorno do Brasileirão, Roger não contará com Jailson, Dudu e Luan, expulsos diante do Flamengo, e Moisés, que recebeu o terceiro cartão amarelo. "Na confusão a iniciativa foi só de separar para não estragar o espetáculo, que foi de grande nível. Não acho que foi descontrole. O árbitro conseguiu visualizar quem se envolveu e excluiu do jogo".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade