1 evento ao vivo

Neymar fará tratamento conservador e voltará em dez semanas

30 jan 2019
11h06
atualizado às 11h57
  • separator
  • 0
  • comentários

O Paris Saint-Germain emitiu, na manhã desta quarta-feira, um comunicado oficial sobre a situação de seu camisa 10, Neymar. O brasileiro sofreu uma lesão no pé direito há uma semana e deve ficar fora dos gramados por mais dois meses, realizando um tratamento chamado pelo clube de "conservador", ou seja, sem cirurgia.

Na nota, o PSG diz que o clube "reuniu um grupo de especialistas médicos reconhecidos no mundo" e que "chegou-se a um consenso para propor a Neymar Jr. um tratamento conservador de sua lesão no quinto metatarso direito. Informado desta recomendação, o atacante internacional brasileiro do Paris Saint-Germain estava em total concordância com o protocolo. Como resultado, o retorno de Neymar Jr. é esperado dentro de dez semanas".

O atacante Neymar, estrela do PSG
O atacante Neymar, estrela do PSG
Foto: Charles Platiau / Reuters

Dessa forma, não haverá intervenção cirúrgica no momento, mas ela não foi totalmente descartada, dependendo principalmente do processo de cicatrização. Além dessas informações, o clube parisiense também aproveitou para demonstrar apoio ao atleta. "O PSG deseja mostrar ao seu jogador todo seu carinho, apoio mais forte e seu maior incentivo para superar essa lesão, com a coragem e a determinação que sempre demonstrou".

A lesão de Neymar aconteceu na vitória do time em cima do Strasbourg, na última quarta-feira, pela Copa da França. Ele deixou o campo com dores no pé direito, onde foi constatada uma nova fratura no quinto metatarso. Há cerca de um ano, o atacante teve uma lesão grave no local e ficou afastado por mais de três meses após cirurgia.

Caso o cronograma proposto pelo clube se confirme, o camisa 10 só estará disponível novamente por volta da 32ª rodada do Campeonato Francês, em abril, além da provável ausência das oitavas da Liga dos Campeões. Na Seleção Brasileira, ele ficará de fora dos amistosos marcados para março, mas, caso ocorra tudo bem, estará 100% na Copa América, que começa em junho.

Veja também

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade