PUBLICIDADE

Lágrimas em semi do Mundial feminino emocionam Inglaterra

2 jul 2015 10h27
ver comentários
Publicidade

Foi cruel a forma como a Inglaterra acabou derrotada no Mundial feminino de futebol do Canadá nesta quarta-feira. A semifinal contra o Japão estava nos acréscimos do segundo tempo com placar igualado entre as seleções adversárias, quando a defensora Laura Bassett tentou cortar um cruzamento, mas acabou desviando para o ângulo do seu próprio gol e encerrando o sonho de título inglês.

Como era de se esperar, Bassett ficou desolada e caiu aos prantos no gramado do Estádio Commonwealth, em Edmonton. Inconsolável, a zagueira lembrou os ingleses de Paul Gascoigne, um dos destaques da última seleção do país a chegar em uma semifinal de Copa do Mundo.

25 anos separam o choro de Bassett (e) e Gascoigne (d)
25 anos separam o choro de Bassett (e) e Gascoigne (d)
Foto: Matthew Lewis/David Cannon / Getty Images

A BBC recordou que o meia, titular da Inglaterra no Mundial da Itália de 1990, chorou muito ao receber um cartão amarelo na semifinal contra a Alemanha, o qual o suspenderia de uma eventual decisão do torneio. Não foi o que aconteceu, afinal os alemães avançaram nos pênaltis, mas a lembrança das lágrimas de uma das referências do time ficou gravada na memória do país.

Sem chegar a nenhuma decisão desde 1966 - a única da história da Inglaterra -, a seleção feminina empolgou a nação com a possibilidade de conquista de um novo título Mundial. Os criadores do futebol terão que se contentar, no entanto, com no máximo uma terceira colocação no torneio, que só virá com vitória sobre a poderosa Alemanha.

Zagueira fez gol contra nos acréscimos do segundo tempo
Zagueira fez gol contra nos acréscimos do segundo tempo
Foto: Mike Hewitt / Fifa/Getty Images

Apesar de não ser favorita contra o Japão, atual campeão, a expectativa era tanta na Inglaterra que até o príncipe William (presidente da FA) ligou para a seleção na véspera do confronto para desejar boa sorte. Foi por pouco, mas não deu certo por causa do lance de azar de Bassett, que recebeu apoio nas redes sociais após a derrota.

A hashtag #proudofbassett, expressando orgulho pela campanha realizada pela jogadora, foi divulgada no Twitter, onde personalidades do futebol demonstraram solidariedade a ela. 

"Que maneira terrível de perder! Pobre, pobre Laura Bassett", escreveu o ex-atacante e hoje comentarista Gary Lineker. Outro conhecedor da grande área lamentou o lance.

"Totalmente arrasado por @laurabassett6. Todos cometemos erros e eu espero que ela não deixe esse defini-la", comentou Landon Donovan, ídolo do futebol nos Estados Unidos.

A seleção inglesa ficará em Edmonton para decidir no próximo sabado com a Alemanha quem ficará com o terceiro lugar da competição. A final será no dia seguinte, em Vancouver, entre Estados Unidos e Japão, que foram os finalistas da última Copa do Mundo, em 2011, com vitória das asiáticas.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade