PUBLICIDADE

Botafogo joga duro por transparência de Babi e Furacão dá prazo

9 abr 2021 16h47
| atualizado às 16h47
ver comentários
Publicidade

A negociação envolvendo Matheus Babi e o Athletico Paranaense está ganhando contornos de novela. Mas o Furacão deu um prazo ao Botafogo para o capítulo final. O clube de Curitiba informou que só vai aguardar até domingo. Entretanto a falta de transparência na negociação parece incomodar o Glorioso.

O pesidente do Furacão, Mario Celso Petraglia, afirmou à "Rádio Transamérica" de Curitiba que as negociações estão travadas. Com o Serra Macaense (RJ), que detém os direitos de Babi, estaria tudo certo. Entretanto, o Botafogo, que 40% de direito de vitrine, está dificultando a liberação do atleta.

Matheus Babi está no Alvinegro por empréstimo até dezembro de 2021. Além de uma compensação financeira, o Glorioso pede um percentual do jogador de olho em uma venda futura.

Segundo o site "Tétris", especializado na cobertura do Athletico-PR, a oferta ao Serra Macaense foi de R$ 9 milhões à vista por 70% dos direitos do atacante de 22 anos. Esta proposta foi aceita pelo cluve do interior do Rio.

O Botafogo vinha aceitando algo em torno de R$ 2 ou R$ 3 milhões pelo jogador. Mas ficou insatisfeito ao descobrir que o Furacão vai comprar apenas 70% dos direitos federativos do jogador. O Serra Macaense não se pronuncia sobre os 30% restantes e o Glorioso teme que algo possa estar nas entrelinhas das negociação. Assim os próximos capítulos prometem…

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade