0

Libertadores de 2016 terá Trio de Ferro pela terceira vez na história

O meia Danilo, hoje no Corinthians, defendia o São Paulo na primeira vez em que isso aconteceu, em 2006

7 dez 2015
14h47
  • separator
  • comentários

Com a confirmação do São Paulo na pré-Libertadores do ano que vem, o torneio continental reunirá pela terceira vez na história Corinthians, Palmeiras e o Tricolor, o chamado Trio de Ferro. Como os dois rivais já haviam confirmado presença na competição ao conquistarem o Brasileiro e a Copa do Brasil, respectivamente, a edição de número 57 do torneio repetirá os anos de 2006 e 2013.

A primeira vez que isso ocorreu foi exatamente há uma década, quando o Timão curiosamente também era o campeão brasileiro. O Tricolor entrou na disputa como atual campeão e o Verdão conseguiu a vaga com uma virada sobre o Fluminense na última rodada do Brasileiro de 2005, indo também para a fase preliminar. Na ocasião, derrotou o Deportivo Táchira-VEN e se assegurou na fase de grupos.

Em 2013, quem teve de passar pela Pré foram os são-paulinos. Encarando o Bolívar-BOL, os tricolores golearam por 5 a 0 no jogo de ida e foram praticamente classificados para a volta, quando perderam por 4 a 3. Coube ao Corinthians herdar o papel de defensor do título no ano anterior, enquanto os alviverdes usaram o mesmo método desta temporada e levaram a vaga ao vencerem a Copa do Brasil.

Mesmo com a presença dos três rivais, apenas Palmeiras e São Paulo se cruzaram nas duas ocasiões passadas. Em 2006, pelas oitavas de final, os times empataram por 1 a 1, no Palestra Itália, e depois o clube do Morumbi fez valer seu mando de campo para vencer por 2 a 1 na volta, em jogo marcado por um pênalti anotado no fim pelo árbitro Wilson de Souza Mendonça, convertido por Rogério Ceni.

Apesar da festa pela presença em massa dos paulistanos, a capital com mais títulos do torneio no país não tem boas lembranças de quando o Trio de Ferro esteve em situação parecida. Tirando a final alcançada pelo Tricolor em 2006, perdida para o Inter, o máximo que os gigantes da cidade conseguiram foi alcançar as oitavas de final quando disputaram a competição simultaneamente.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade