PUBLICIDADE

Causo! Cristaldo já invadiu Facebook e "zoou" ex-são-paulino

8 abr 2015 08h20
| atualizado às 08h34
ver comentários
Publicidade

Cristaldo chama atenção com declarações bem-humoradas no Palmeiras, mas suas brincadeiras já complicaram um brasileiro enquanto esteve no Metalist, da Ucrânia. O argentino conta que invadiu uma rede social para se "vingar" do amigo Marlos, ex-meia do São Paulo que hoje está no Shakhtar Donetsk.

"Teve uma noite em que fui ao quarto dele para jogar videogame e ele estava lá jogando sozinho. Voltei dez minutos depois e ele tinha descido para jantar, mas deixou o Facebook aberto. Aí pensei: ‘agora ele vai pagar por não jogar comigo’. Entrei no Facebook dele e escrevi ‘sou veado’, coisas assim. A mulher dele começou a ligar, perguntando o que estava acontecendo, como ele falaria aquilo", relatou, gargalhando.

<p>Marlos jogou ao lado de Cristaldo no Metalist, da Ucrânia</p>
Marlos jogou ao lado de Cristaldo no Metalist, da Ucrânia
Foto: Getty Images

O atacante, atualmente camisa 9 do Palmeiras, teve agilidade até para não ser imediatamente descoberto. "Para ninguém saber que fui eu, fui rápido para ficar do lado do Marlos no jantar. Falaram que um dos brasileiros deveria ter feito a brincadeira, porque como eu saberia falar português. Mas depois falei para ele que fui eu. Foi um momento de graça", sorriu.

Além de Marlos, Cristaldo também mantinha bom relacionamento com Cleiton Xavier, meia que acaba de retornar ao Palmeiras. Na Ucrânia, aprendia português até fingindo ser locutor. "Eu ficava direto com eles vendo e narrando de brincadeira os jogos da Seleção Brasileira e do Campeonato Brasileiro", recordou.

<p>Cristaldo tem jogado bem pelo Palmeiras em 2015</p>
Cristaldo tem jogado bem pelo Palmeiras em 2015
Foto: Leandro Martins / Futura Press

Dos amigos que fez durante três anos no Metalist, o argentino procura saber notícias conversando com o zagueiro brasileiro Edmar, que se naturalizou ucraniano e lhe assegura que a vida no país já transcorre normalmente - o atacante fez força para chegar ao Palmeiras no ano passado por conta dos problemas de segurança na Ucrânia.

Enquanto isso, quem sofre com as brincadeiras de Cristaldo são os colegas no Palmeiras, embora o argentino garanta que ainda não abusa tanto dos amigos no clube. "Brinco o tempo todo com os mais próximos, mas sempre com brincadeiras sadias", assegurou.

Palmeiras: Valdivia treina forte e recebe carinho de Oswaldo:
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade