0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Liga dos Campeões

Bayern vence, tira invencibilidade do PSG, mas passa em 2º

Reuters
5 dez 2017
19h49
atualizado às 20h00
  • separator
  • comentários

No último sábado, o Strasbourg acabou com a invencibilidade do Paris Saint-Germain no Campeonato Francês. Agora, foi a vez do PSG perder pela primeira vez na atual edição da Liga dos Campeões. Jogando em Munique, Neymar e companhia não conseguiram segurar o time do Bayern diante de 70 torcedores pela última rodada do grupo B. Apesar do revés por 3 a 1, assim como na competição local, os franceses não têm muito com o que se preocupar no torneio continental.

Para tomar a ponta do PSG, os alemães precisavam de uma vitória por quatro gols de diferença, o que não aconteceu e acabou confirmando o Bayern classificado em segundo lugar para as oitavas de final (Ambos ficaram com 15 pontos, mas o saldo de gols no confronto direto foi favorável ao PSG, que na ida venceu por 3 a 0). Segunda-feira acontece o sorteio dos confrontos e o Paris Saint-Germain só tem a certeza de que decidirá seu duelo no Parque dos Príncipes, enquanto o Bayern terá de jogar a primeira partida em Munique.

Foto: Reuters

Resumo do jogo

O Bayern entrou em campo nessa terça ciente de que precisava de gols, mas não poderia ir de qualquer jeito para cima do Paris Saint-Germain, que detém o melhor ataque da história da Liga dos Campeões tratando-se apenas da fase de grupos. Por isso, Jupp Heynckes armou sua equipe para defender com dez jogadores e deu a bola para os visitantes, que a tocavam sem objetividade, sentindo muito a falta de espaço.

Quando conseguiu uma brecha no ataque, os bávaros foram fatais. Lewandowski aproveitou descuido de Daniel Alves na linha de impedimento e abriu o placar logo aos sete minutos.

O jogo era quente, com muitas entradas duras e trabalho para o árbitro. Neymar passou a primeira etapa muito apagado, sucumbindo frente a marcação tripla em muitos momentos. Na única chance que teve de finalizar, acabou parando no goleiro Ulreich.

Foto: Reuters

Antes do intervalo, em nova bobeada de Daniel Alves pela direita, James Rodriguez teve toda liberdade do mundo para olhar e cruzar a bola na cabeça de Tolisso, que não perdoou, sem chance para Areola.

Com a vantagem de dois gols, o Bayern já tinha meio caminho andado para conquistar o objetivo de tomar a ponta do grupo do PSG. Mas, uma falta de atenção nos minutos iniciais da segunda etapa acabou custando caro aos alemães. Com apenas quatro minutos, Cavani deu uma linda assistência para Mbappé, que entrou na área como um foguete e completou de cabeça. O gol praticamente selou a vaga dos franceses na liderança do grupo B.

Foto: Reuters

Mesmo assim, ainda falta muito tempo e, por isso, o Bayern enfim afrouxou a marcação e se lançou para uma tentativa de pressão. O jogo ganhou dramaticidade e passou a se tornar um verdadeiro lá e cá. E em uma dessas escapadas, Daniel Alves acabou de novo perdendo o um contra um para Coman, que entrou na área com liberdade e só rolou para Tolisso chegar batendo e estufar as redes. Thiago Silva se lesionou na jogada e precisou ser substituído.

Daí para frente, ninguém mais conseguiu marcar um gol, mas não foi por falta de oportunidade. Tanto Bayern quanto PSG desperdiçaram chances incríveis, que serviram apenas para abrilhantar o duelo entre duas das melhores equipes do mundo. A lamentar apenas uma atuação fraca de Neymar. Agora, o foco é só nas oitavas de final.

Foto: Reuters
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade