PUBLICIDADE

Liga dos Campeões

Galeno marca um golaço nos acréscimo; Porto bate Arsenal e sai na frente no confronto 

Em partida disputada no Estádio do Dragão, válida pelas oitavas da Champions League, o Porto venceu o Arsenal/Porto por 1 a 0, com gol do brasileiro naturalizado português, Galeno aos 48 do segundo tempo. Com o resultado o time português irá para o jogo da volta, no Emirates, com um gol de vantagem O primeiro […]

21 fev 2024 - 19h19
(atualizado às 19h19)
Compartilhar
Exibir comentários
Galeno comemorando seu gol
Galeno comemorando seu gol
Foto: David Ramos/Getty Images / Esporte News Mundo

Em partida disputada no Estádio do Dragão, válida pelas oitavas da Champions League, o Porto venceu o Arsenal/Porto por 1 a 0, com gol do brasileiro naturalizado português, Galeno aos 48 do segundo tempo. Com o resultado o time português irá para o jogo da volta, no Emirates, com um gol de vantagem 

O primeiro tempo da partida foi truncado e faltoso, ao todo, as duas equipes cometeram 20 faltas. O Porto criou as melhores chances, enquanto a maioria das chances do Arsenal vieram após cobranças de escanteio. No segundo o Porto continuou com a boa atuação e não deixou os Gunners criarem chances claras de gol. Aos 48 da etapa final, quando parecia que o jogo terminaria sem gols, Galeno marcou um golaço e deixou os Dragões em vantagem no confronto.

Jogo

O jogo começou com o Arsenal tendo mais a posse de bola nos primeiros dez minutos de jogo, o time inglês chegou a registrar 78% de posse, enquanto seu adversário apenas registrou 22%.Com um minuto de jogo, Declan Rice recebeu o primeiro amarelo da partida após cometer falta dura em Galeno. Neste período, os Gunners não conseguiram chegar perto da área dos Dragões. O Porto tentava explorar lançamentos, aos 10, em contra-ataque rápido, Galeno foi lançado, mas Raya saiu bem do gol para cortar para a lateral. 

O jogo foi morno depois disso, a primeira grande chance da partida só foi ser criada aos 20, quando Francisco Conceição cruzou da direita. A zaga chegou a afastar mas a bola ficou com Galeno, o brasileiro naturalizado português encheu o pé e mandou na trave, o rebote ficou com o jogador que finalizou para fora. O clube inglês tentou criar chances após isso, mas a defesa do clube português estava bem postada e não permitiu os Gunners criarem chances claras de gol. O Arsenal só foi ter seu primeiro escanteio, aos 32 da primeira etapa, quando Havertz avançou pela esquerda e acionou Trossard, que dominou e bateu forte, mas a bola subiu demais e passou sem perigo ao gol defendido por Diogo Costa. 

Os Gunners continuaram pressionando, no lance seguinte, tentou jogada pela direita, ele foi a linha de fundo e cruzou. A bola desviou em Wendell, bateu no travessão, na sequência a arbitragem assinalou escanteio. Após a cobrança, Saliba subiu no segundo no segundo poste e cabeceou para fora. No lance seguinte, Nico González saiu carregando e arriscou da entrada área, mas a bola subiu demais. 

Aos 39, Evanilson tabelou com Pepe, o ponta devolveu de calcanhar. O atacante recebeu e tentou a finalização que obrigou Raya a trabalhar. O Arsenal respondeu dois minutos depois, após Saka cobrar escanteio na área, Kiwor chegou cabeceando e mandou para fora.  Aos 44, Saka recebeu um bom passe na direita, ele levou para o meio, tabelou com Trossard e finalizou, mas a conclusão foi bloqueada. No lance seguinte, após cobrança de escanteio do próprio Saka. Havertz cabeceou para fora. 

O segundo tempo começou truncado, com o Porto marcando bem e impossibilitando o Arsenal a criar grandes chances de gol. Aos seis, Francisco Conceição recebeu amarelo após derrubar Martinelli para evitar o contra-ataque do time inglês. Quatro minutos depois, Declan rice cobrou escanteio, a bola passou por todo mundo, e encontrou Trossard, na segunda trave. O belga bateu forte mas isolou. O Porto respondeu no lance seguinte, após Conceição tentar a jogada pela direita e ser derrubado por Kiwor, que recebeu amarelo pela falta. Na cobrança, Wendell não pegou bem na bola e isolou. 

Aos 15, Havertz recebeu amarelo após atingir Pepe no rosto. Na sequência, Nico González recebeu amarelo após parar ataque do time inglês. Dois minutos depois, aos 17, Martinelli recebeu na esquerda, driblou Pepe, mas quando ia finalizar Alan Varela chegou cortando e mandou para lateral. Quatro minutos depois, aos 21, Pepê fez bela jogada pela direita, foi ao fundo e rolou para Evanilson que teve sua finalização bloqueada. Aos 27, os Gunners fizeram a primeira mexida do jogo. Trossard deixou o campo para a entrada de Jorginho. 

Os dois times não criaram chances ao decorrer do segundo tempo, aos 34, o Porto fez sua primeira mexida com a entrada do meia-atacante espanhol Iván Jaime no lugar de Nico González. Três minutos depois, Francisco Conceição cruzou da esquerda e se antecipou e ficou com a bola. Aos 39, o Porto mexeu mais duas vezes. Evalinson e Conceição deixaram o campo para as entradas de Toni Martínez e Gonçalo Borges. Aos 44, Wendell saiu após sentir para entrada do canadense Eustáquio. Dois minutos depois, aos 46, após cobrança de falta de Ödegaard, Gabriel Magalhães cabeceou para fora. 

A partida parecia que terminaria empatada em 0 a 0, até que aos 48, Otavio interceptou o passe de Gabriel Martinelli, a bola chegou em Galena, na esquerda, o luso-brasileiro recebeu, conduziu e bateu colocado no cantinho, sem chance para Raya, 1 a 0 Porto. Os Dragões irão com um gol de vantagem para o Emirates.

No seu próximo compromisso pelo Campeonato Português, os Dragões irão visitar o Gil Vicente, no domingo, às 15h (horário de Brasília), no Estádio Cidade de Barcelos. Os Gunners, por sua vez, vão receber o Newcastle, pela Premier League, no Estádio Emirates, no sábado, às 17h.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade