0

Federações têm até 15 de julho para propor reformas na Liga dos Campeões

20 jun 2019
15h23
atualizado às 15h23
  • separator
  • 0
  • comentários

O projeto de uma "nova" Champions League a partir de 2024 segue de pé. E o novo passo rumo as mudanças foi dado nesta quinta-feira, com a definição de que as federações nacionais europeias têm até o dia 15 de julho para propor reformas na Liga dos Campeões. Todas as propostas serão submetidas a um grupo de trabalho da Uefa, definido em maio.

"Queremos envolver as federações no processo de consultas, pedindo para que submetam ideias que serão depois examinadas pelo grupo de trabalho. Este grupo de trabalho não terá poder de decisão", explicou um porta-voz da Uefa à .

Em maio, uma reunião realizada em Nyon, na Suíça, definiu um projeto polêmico. Segundo o formato proposto, a Champions passaria a ter quatro grupos de oito equipes, o que aumentaria o número de jogos europeus, e um sistema de acesso e rebaixamento, aparentemente favorável aos maiores clubes do continente. "Nenhuma decisão foi tomada. Até o momento são apenas ideias e opiniões", explicou o presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, em nota na época.

O grupo de trabalho da entidade europeia, cuja criação foi anunciada aos membros do comitê executivo da Uefa na última reunião da entidade, em maio em Baku, será composto por três membros do comitê executivo da entidade, quatro presidentes de federações nacionais e membros da administração da Uefa, segundo uma fonte próxima ao caso revelou à agência .

Uma importante reunião dedicada à reforma da Champions, inclusive, está prevista para 11 de setembro na sede da Uefa, em Nyon, e contará com a presença da ECA e das ligas. Recentemente, vários clubes e ligas reafirmaram sua oposição ao projeto de reforma.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade