4 eventos ao vivo

Hit que ganhou fama com Beth Carvalho virou hino de futebol

1 mai 2019
13h02
atualizado às 13h06
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na estreia do Flamengo no Campeonato Brasileiro — 3 a 1 sobre o Cruzeiro na semana passada —, milhares de torcedores cantaram versos que há mais de quatro décadas são lembrados nos estádios do Rio e de outros locais pelo País afora: “Chora/Não vou ligar/Não vou ligar/Chegou a hora/Vais me pagar/Pode chorar/Pode chorar ... Você pagou com traição/A quem sempre lhe deu a mão ...”

Cantora Beth Carvalho
Cantora Beth Carvalho
Foto: Glaucon Fernandes/ELEVEN / Estadão Conteúdo

A música Vou Festejar, de Jorge Aragão, Dida e Neoci Dias, ganhou projeção ao ser gravada por Beth Carvalho em 1978. De lá para cá, tomou conta do Maracanã, por exemplo, em jogos do Flamengo e principalmente do Botafogo, time de coração de Beth Carvalho.

A cantora morreu nessa terça (30) no Rio, vítima de uma infecção generalizada. Ela se orgulhava do sucesso que a música alcançou com sua voz e interpretação. Por muitas vezes, ao longo dos últimos anos, torcedores de outros clubes, entre os quais os do Atlético-MG e de vários do Nordeste, recorreram à canção em situações festivas, tomados de euforia.

O volume de Vou Festejar costumava aumentar nas arquibancadas quando torcedores queriam alfinetar um ex-jogador de seu time – que atuava pelo adversário, no momento da manifestação.

Era assim que o “Você pagou com traição/A quem sempre lhe deu a mão” parecia contagiar os que cantavam e pulavam, como que num grande desabafo pela opção de troca do jogador-alvo.

O hit também fez sucesso em campanhas políticas, sempre associadas a partidos de esquerda e a favor da democracia. Beth Carvalho participou de inúmeros atos públicos e em muitos deles alegrou a plateia com Vou Festejar.

Confira a letra da canção:

Chora 
Não vou ligar
Não vou ligar
Chegou a hora
Vais me pagar
Pode chorar pode chorar
Mas chora
 
Chora
Não vou ligar
Não vou ligar
Chegou a hora
Vais me pagar
Pode chorar pode chorar
 
É, o teu castigo
Brigou comigo
Sem ter porquê
Eu vou festejar vou festejar
O teu sofrer
O teu penar
Você pagou com traição
A quem sempre lhe deu a mão
Você pagou com traição
A quem sempre lhe deu a mão
Mas chora ...

Veja também:

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade