0

Grêmio acorda no 2º tempo, goleia venezuelanos e vence a 1ª

4 abr 2018
21h12
atualizado às 22h43
  • separator
  • comentários

O Grêmio fez seu primeiro jogo em casa pela Copa Libertadores na noite desta quarta-feira e, mesmo contando com um público abaixo das expectativas, não decepcionou os tricolores que compareceram à Arena. Após um primeiro tempo fraco tecnicamente e com poucas oportunidades de gol, o comandados do técnico Renato Gaúcho voltaram para a etapa complementar mais eficientes e, graças aos gols de Jael, Everton, Luan e Cícero, conseguiram sair de campo com a goleada por 4 a 0.

Foto: Reuters

Com o resultado, o Grêmio foi a quatro pontos e se estabeleceu na vice-liderança do Grupo 1, que tem o Cerro Porteño, do Paraguai, como líder, com seis tentos. Os dois times irão se enfrentar no próximo dia 17, no estádio General Pablo Rojas, em Assunção.

Agora, o Grêmio concentrará seus esforços para a decisão do próximo domingo, quando visita o Brasil de Pelotas, pelo jogo de volta da grande final do Campeonato Gaúcho. Na ida, o time tricolor goleou o rival por 4 a 0 e somente se acontecer uma tragédia o time não quebrará o jejum de oito anos sem conquistar o Estadual.

Foto: Reuters

O jogo - O primeiro tempo do Grêmio não foi muito animador. Embora tenha dominado as ações ofensivas, o time do técnico Renato Gaúcho sofreu para furar o bloqueio defensivo dos rivais e encontrar espaços para chegar ao gol. Tanto é que a primeira boa oportunidade do jogo foi, surpreendentemente, do Monagas. Aos 26 minutos Cádiz aproveitou o cruzamento de Luis González na medida e cabeceou firme, contudo, Marcelo Grohe estava bem colocado para fazer a defesa.

O Grêmio, por sua vez, só melhorou na reta final da primeira etapa. Trocando passes de um lado para o outro e apostando na inversão de bola como uma boa maneira para desvencilhar a defesa venezuelana, os donos da casa iam se mostrando pacientes, mas até então sem sucesso na busca pelo primeiro gol na Libertadores diante de sua torcida.

Foto: Reuters

Somente aos 35 minutos, enfim, o Grêmio chegou, de fato, com perigo à meta adversária. Bruno Cortez cruzou rasteiro da esquerda, Jael fez um corta-luz, e abola sobrou limpa para Ramiro, que bateu certeiro, mas parou no goleiro Baroja. Cinco minutos depois foi a vez Kanneman aproveitar o passe de cabeça de Geromel e finalizar rápido, porém, o arremate saiu pela linha de fundo.

Sem conseguir converter a superioridade em gols, o Grêmio foi para o intervalo e voltou a campo indicando que a conversa que o técnico Renato Gaúcho teve com o elenco surtiu efeito. Logo aos cinco minutos Bruno Cortez desceu pela esquerda e cruzou para Jael, que teve, inclusive, que se abaixar um pouco para cabecear a bola e vencer o goleiro Baroja para abrir o placar na Arena.

Foto: Reuters

Daí em diante o Grêmio se soltou mais e ficou mais confortável para ampliar o marcador. Dez minutos depois de Jael abrir o placar foi a vez de Everton aproveitar o rebote do chute de Maicon e tocar no alto, sem chances para o goleiro rival, que já estava caído no chão e nada pôde fazer.

Antes do apito final ainda deu tempo para Luan, principal nome do Grêmio, ajeitar dentro da área, bater cruzado e fazer o terceiro, e Cícero, de cabeça, transformar o triunfo em goleada aos 45 minutos e matar o jogo em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 4 x 0 MONAGAS - VEN

Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Data: 04 de abril de 2018, quarta-feira

Horário: 19h15 (Brasília)

Árbitro: Carlos Orbe (EQU)

Assistentes: Luis Vera e Edwin Bravo (EQU)

GOLS: Jael, aos cinco minutos do 2ºT, Everton, aos 15 minutos do 2ºT, Luan, aos 41 minutos do 2ºT, e Cícero, aos 45 minutos do 2ºT (Grêmio)

Cartões amarelos: Cádiz (Monagas) e Kannemann (Grêmio)

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Alisson), Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Cícero), Arthur, Ramiro, Luan e Everton; Jael (Thonny Anderson).

Técnico: Renato Gaúcho

MONAGAS - VEN: Alain Baroja; Lucas Trejo, Joaquín Lencinas, Trejo e Óscar González; Dager Palacios (Christian Flores), Agnel Flores (Reyes) e Javier García; Carlos Suárez, Cádiz (Ismael Romero) e Luis González

Técnico:  Jhonny Ferreira

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade