PUBLICIDADE

Futebol feminino

Brasil controla Colômbia e vence mais uma na Copa Ouro

Com a vitória, a Seleção de Arthur Elias está classificada para as quartas de final da competição

25 fev 2024 - 02h18
(atualizado às 02h18)
Compartilhar
Exibir comentários
Duda Santos comemora gol na Copa Ouro
Duda Santos comemora gol na Copa Ouro
Foto: Leandro Lopes / CBF / Esporte News Mundo

O Brasil segue firme na Copa Ouro Feminina. Graças ao gol de Duda Santos nos primeiros minutos, a Seleção comandada por Arthur Elias venceu a Colômbia por 1 a 0, na madruga de domingo (25), e já garantiu a classificação para as quartas de final da competição.

Controle e volume de jogo resumem a partida. Mesmo bastante modificado em comparação à vitória contra Porto Rico, o Brasil criou diversas chances, em especial na primeira etapa, e não deu chances para zebra.

Com o resultado, o Brasil assumiu a liderança do Grupo B, com dois jogos e duas vitórias. Na próxima partida, a Seleção enfrenta o Panamá, lanterna do grupo, que perdeu todas até aqui.

+ Pra ficar por dentro do Brasil, siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

O jogo

O técnico Arthur Elias promoveu seis mudanças no time e a nova formação mostrou serviço logo nos primeiros momentos. Aos quatro minutos de jogo, Bia Zaneratto recuperou a bola, acionou Adriana, que conectou com Gabi Nunes. A atacante achou Duda Santos na área e a volante abriu o placar.

Aos 10 minutos, Zaneratto pressionou a goleira Natalia Giraldo e a bola espirrou para Adriana, mas o chute saiu por cima do gol. Quatro minutos depois foi a vez de Gabi Portilho arriscar e errar o alvo.

O ataque brasileiro continuou produzindo, mas a goleira colombiana não foi vazada novamente, apesar do alto volume de jogo.

Na segunda etapa, a Colômbia tentou sair para o jogo, mas esbarrava na forte marcação brasileira. Nas poucas vezes que chegava mais perto da área, o chute saia fraco, mascado ou sem direção. Nesse sentido, a entrega tática e a disposição física ao longo de todo jogo foi perceptível.

Por outro lado, o Brasil não conseguiu sustentar o mesmo volume de jogo da primeira etapa, criando menos chances claras. Geyse marcou de cabeça aos 64 minutos, mas o VAR detectou que a atacante estava em posição de impedimento.

O gol anulado pareceu empolgar a seleção. Aos 71 minutos, a melhor chance do segundo tempo: em um bom contra-ataque, Gabi Nunes avançou praticamente sozinha, com Debinha livre na área. A atacante preferiu a jogada individual e limpou a zagueira que chegava na cobertura, mas foi travada pela goleira.

A nota preocupante foi a saída de Gabi Nunes. A atacante precisou de atendimento após um choque com a goleira colombiana. Ela tentou voltr a campo, mas demonstrou sentir muitas dores na parte lateral do abdome e foi substituída por Aline Miliene.

No fim do jogo, a jogada mais perigosa da Colômbia. O cruzamento de Pavi tinha endereço certo: o pé da atacante Linda Caicedo. A goleira Luciana estava atenta, antecipu a jogada e evitou o empate.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade