0

Embalado e com novidade no ataque, Atlético-MG visita o Athletico-PR em Curitiba

Desde que o calendário foi retomado depois da realização da Copa América, time alvinegro subiu de produção e ainda não perdeu

17 ago 2019
13h38
atualizado às 13h38
  • separator
  • 0
  • comentários

Invicto há seis rodadas no Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG quer manter o embalo e ampliar a sequência de bons resultados na competição diante do Athletico-PR, neste sábado, às 19 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela 15ª rodada.

O time mineiro ocupa a quarta colocação, com 27 pontos, e busca se manter no pelotão da frente. Desde que o calendário foi retomado depois da realização da Copa América, o time alvinegro subiu de produção e ainda não perdeu. No torneio nacional, nos últimos cinco jogos, venceu três e empatou dois.

O primeiro duelo das quartas de final da Copa Sul-Americana, marcado para a próxima terça-feira, às 21h30, contra o La Equidad, da Colômbia, não fará o técnico Rodrigo Santana utilizar um time reserva contra a equipe paranaense. No entanto, ele não mandará a campo todos os seus titulares.

A ausência de Ricardo Oliveira é certa. O experiente centroavante será poupado em razão da idade avançada, como o próprio técnico confirmou. Em seu lugar entra o jovem Papagaio, que vai integrar a escalação titular pela primeira vez desde que chegou à equipe mineira por empréstimo do Palmeiras, no começo desta temporada.

Papagaio tem ganhado, aos poucos, a confiança de Santana e, com isso, as oportunidades que eram raras no início de sua trajetória no clube passaram a ser mais frequentes na retomada das competições após a disputa da Copa América. Nas últimas sete partidas do time mineiro, o atacante esteve em quatro delas, em todas vindo do banco de reservas. Agora, vai debutar como titular.

A outra mudança confirmada pelo treinador é a saída do volante Jair, que se recupera de um problema no adutor, para a entrada do paraguaio Ramón Martínez. Os outros atletas devem ser os mesmos que vêm atuando. Santana evita priorizar um dos dois torneios. O técnico sabe da força do rival paranaense jogando em sua casa e está ciente de que, se usar uma escalação alternativa, pode perder pontos preciosos para a briga pelas primeiras posições na tabela do Brasileirão.

"Temos que ter muita atenção. É uma equipe muito forte, muito bem treinada pelo Thiago e que sabe jogar muito bem dentro de casa, explorar o ritmo do jogo. O aproveitamento deles em casa é muito grande, a grande maioria do elenco aqui já jogou lá e sabe como é difícil. Então, temos que manter a nossa organização", analisa o treinador.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade