PUBLICIDADE

Cruzeiro ganha do Náutico sem sofrimento nos Aflitos e assume a liderança da Série B após 7 jogos

Equipe de Paulo Pezzolano chega aos 16 pontos na competição, dois a mais do que o Sport, segundo colocado na tabela

15 mai 2022 18h38
| atualizado às 18h56
ver comentários
Publicidade

O Cruzeiro é o novo líder da Série B do Campeonato Brasileiro. O time celeste assumiu a primeira posição ao derrotar o Náutico por 1 a 0, na tarde deste domingo, no Estádio dos Aflitos, pela sétima rodada. De quebra, aumentou a invencibilidade diante do rival. A equipe mineira não perde do Náutico há 13 anos. Neste período, eles se enfrentaram em dez jogos, com seis vitórias e quatro empates. O último triunfo do time pernambucano foi em 2009, por 2 a 0, na Série A do Brasileiro.

A quarta vitória consecutiva, todas sem sofrer gols, colocou o Cruzeiro na liderança da competição, com 16 pontos, dois a mais do que o Sport, em segundo lugar. Já o Náutico ficou na 15ª posição, com sete, próximo da zona de rebaixamento. Vale lembrar que os quatro primeiros colocados ao término da disputa subirão para a Série A.

O Náutico começou o jogo dando a entender que atrapalharia a ambição do Cruzeiro de chegar na liderança da Série B. Logo de cara, Aílton arriscou de longe para defesa de Rafael Cabral. O goleiro celeste, mais tarde, protagonizou um milagre em arremate de Amarildo, à queima-roupa. Mas foi só. O Cruzeiro cresceu, dominou o Náutico por completo e mostrou que era uma questão de tempo para abrir o marcador, mesmo fora de casa. Com a posse de bola, o time mineiro foi desperdiçando uma oportunidade atrás da outra. Em uma delas, Perri salvou em chute de Daniel Júnior.

O Cruzeiro

vive seu ano mais badalado desde que caiu para a segunda divisão. Ronaldo assumiu o comando do clube por meio da SAF (Sociedade Anônima do Futebol), pagou parte de suas dívidas e recolocou o clube no caminho das conquistas. Semana passada, o time avançou para as oitavas de final da Copa do Brasil. Seu grande projeto é voltar para a elite nacional.?

Após tanto insistir, o Cruzeiro abriu o placar aos 38 minutos. Willian Oliveira saiu na frente de Lucas Perri e deu um belo toque por cima para fazer 1 a 0. O time celeste ainda poderia ter feito mais gols, mas pecou muito nas finalizações, um problema para a comissão técnica nas próximas partidas.

No segundo tempo, o Náutico pouco criou, as exceções foram as bolas paradas de Jean Carlos, mas Rafael Cabral não deu chance para o azar e fechou o gol. Ele havia pego quatro pênaltis no jogo contra o Remo pela Copa do Brasil. De resto, o Cruzeiro, com tranquilidade, não tinha pressa e parecia já ter o resultado nas mãos.

Com o passar do tempo, os jogadores do Cruzeiro mostraram desgaste físico. O jeito foi recuar, mas acabou dando campo ao Náutico. O time pernambucano ainda tentou pressionar, mas não encontrou espaço para furar a marcação do rival e acabou sendo derrotado nos Aflitos. O time de Ronaldo chegou aos 16 pontos em sete rodadas. Veja a classificação.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 0 X 1 CRUZEIRO

NÁUTICO - Lucas Perri; Bryan, Camutanga (Carlão), Bruno Bispo e Ailton Silva (Thássio); Djavan, Ralph (Pedro Vitor), Rhaldney e Jean Carlos; Luis Phelipe (Eduardo) e Amarildo (Júlio). Técnico: Roberto Fernandes.

CRUZEIRO - Rafael Cabral; Zé Ivaldo (Rômulo), Oliveira, Eduardo Brock e Rafael Santos; Willian Oliveira (Adriano), Neto Moura, Fernando Canesin e Daniel Junior (Miticov); Marcelinho (Geovane) e Rafa Silva (Luvannor). Técnico: Paulo Pezzolano.

GOL - Willian Oliveira, aos 38 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - José Eduardo Calza (RS).

CARTÕES AMARELOS - Bryan e Camutanga (Náutico); Oliveira e Zé Ivaldo (Cruzeiro).

LOCAL - Estádio dos Aflitos, no Recife (PE).

Estadão
Publicidade
Publicidade