PUBLICIDADE

Zapatero agradece seleção da Espanha e elogia homenagem de Iniesta

12 jul 2010 14h18
| atualizado às 17h14
Publicidade

Um dia após conquistar a Copa do Mundo pela primeira vez, os jogadores espanhóis foram recepcionados com muita festa em Madri. Depois de serem recebidos no Palácio Real pela família real, os campeões se dirigiram à sede do governo e foram homenageados pelo líder de governo, o primeiro-ministro José Luis Zapatero.

Uma multidão aguardava os campeões. Zapatero parabenizou os atletas pela conquista, dizendo que a conquista não é apenas dos 23 jogadores e da atual comissão técnica, mas de todos os espanhóis, e todos aqueles que tentaram chegar ao título, mas não conseguiram.

O goleiro Iker Casillas falou em nome da seleção campeã, e disse que agora o nome da Espanha estará no lugar mais alto do mundo por pelo menos quatro anos.

"Desejo de coração felicitar os 23 jogadores. É uma vitória da equipe, assim como de todos os espanhóis. Muito obrigado", disse Zapatero.

O governante também agradeceu a Andrés Iniesta pela homenagem, no momento do gol, ao jogador Dani Jarque. O atleta do Espanyol, time da Catalunha, morreu recentemente e era amigo de Iniesta. O camisa 6 disse se sentir orgulhoso por fazer parte da equipe.

"Não há ninguém que tenha mais referência na nossa juventude do que Andrés (Iniesta). Muito obrigado por recordar de Dani em um dia tão importante", completou.

Os jogadores e membros da comissão repetirão agora o que fizeram em 2008, quando foram campeões da Eurocopa: em um ônibus aberto, o time desfilará pelas ruas de Madri até a Explanada Puente del Rey, local da cidade onde será a festa com a torcida.

Zapatero cumprimenta técnico Vicente Del Bosque
Zapatero cumprimenta técnico Vicente Del Bosque
Foto: Reuters
Fonte: Terra
Publicidade