0

Conmebol suspende Messi por 3 meses por acusação de corrupção

Argentino acusou a entidade de corrupção durante a Copa América

2 ago 2019
20h14
atualizado às 20h19
  • separator
  • 0
  • comentários

A Conmebol puniu nesta sexta-feira o astro argentino Lionel Messi com três meses de suspensão, após o jogador acusar a entidade de corrupção, afirmando que tudo estava planejado para o Brasil vencesse a última edição da Copa América.

Messi, que foi expulso na disputa de terceiro lugar, na qual a Argentina derrotou o Chile por 2 x 1, não participou da cerimônia de premiação. Pelo cartão vermelho nessa partida, o Tribunal Disciplinar da Conmebol já havia aplicado um jogo de suspensão ao atleta.

Lionel Messi durante partida da Argentina contra o Chile na Copa América
06/07/2019 REUTERS/Amanda Perobelli
Lionel Messi durante partida da Argentina contra o Chile na Copa América 06/07/2019 REUTERS/Amanda Perobelli
Foto: Reuters

Entretanto, as declarações após a eliminação nas semifinais para o Brasil, criticando o árbitro Roddy Zambrano, significaram uma nova punição.

Assim, a Conmebol determinou uma suspensão de três meses para Messi. "Em consequência, o jogador fica suspenso da disputa de partidas oficiais e amistosos com sua seleção nesse período de tempo", afirmou um comunicado da entidade em seu website.

Além disso, a Conmebol também aplicou uma multa de 50 mil dólares ao jogador, que pela suspensão não poderá jogar, por exemplo, os amistosos contra Chile e México, programados para setembro.

Cabe recurso à decisão.

Veja também:

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade