PUBLICIDADE

Terra no Catar

Brasil aposta em reservas contra Camarões para quebrar jejum de 16 anos

Tite vai poupar todos os titulares de olho nas oitavas de final na próxima semana

2 dez 2022 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Treino oficial da Seleção Brasileira antes da partida contra Camarões
Treino oficial da Seleção Brasileira antes da partida contra Camarões
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Um empate simples contra Camarões basta para a Seleção Brasileira confirmar a primeira colocação do grupo G. Após vencer Sérvia e Suíça, Tite decidiu poupar os titulares e apostar nos reservas para manter os 100% na Copa do Mundo do Catar para o duelo desta sexta-feira, 2, às 16h, no Lusail Stadium.

Em caso de vitória, o Brasil vai quebrar um jejum que já dura desde o Mundial da Alemanha. Em 2006, foi a última que vez que a Seleção venceu os seus três primeiros jogos. A equipe com o 'quarteto mágico' formado por Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Ronaldo passou por Croácia, Austrália e Japão mesmo sem mostrar um futebol brilhante.

A decisão de Tite de poupar os seus principais jogadores também é algo que não aconteceu nos últimos Mundiais. Luiz Felipe Scolari, em 2002, foi o último a mesclar reservas e titulares contra a Costa Rica, partida que acabou 5 a 2 para o Brasil e fechou a fase de grupos da Seleção na conquista do penta.

Porém, diferente de Felipão, Tite não quer saber de correr o risco de perder mais nenhum titular. No Catar, viu Neymar e Danilo se lesionarem no primeiro jogo com entorses nos tornozelos, e Alex Sandro sentir um problema no quadril contra a Suíça. Por isso, até o goleiro Alisson não entrará em campo. Ederson terá a chance de estrear em Copas do Mundo.

Sem Thiago Silva, a braçadeira de capitão ficará com Daniel Alves. O treinador elogiou o lateral de 39 anos e afirmou que ele "transcende o futebol". Essa será a primeira partida do jogador do Pumas, do México, no Mundial. Após a lesão de Danilo, Tite preferiu improvisar Éder Militão na função.

Sem a presença do trio que atua no futebol brasileiro (Weverton, Everton Ribeiro e Pedro) entre os titulares, o Brasil deve ter a seguinte formação: Ederson, Daniel Alves, Eder Militão, Bremer e Alex Teles; Fabinho, Bruno Guimarães e Rodrygo; Antony, Gabriel Martinelli e Gabriel Jesus.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade