PUBLICIDADE

Terra no Catar

Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião

Partida dos hermanos contra a Austrália movimentou o voo de Doha para São Paulo neste sábado, 3

3 dez 2022 - 18h32
(atualizado às 18h34)
Compartilhar
Exibir comentários
Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião
Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião
Foto: Mohamed Messara/EFE/EPA / Lance!

Neste sábado, 3, o destino de muitos brasileiros que estavam no Catar para a Copa do Mundo foi o aeroporto de Doha. A maioria esteve no país para acompanhar os jogos da primeira fase. O problema é que o único voo direto para o Brasil era 19h15 (horário do Catar), no meio dos confrontos das oitavas de final.

Ainda na sala de embarque, quando a Holanda já vencia os Estados Unidos, a principal dúvida das rodinhas era: “Vai dar para ver o jogo da Argentina?”. No horário local, a partida estava marcada para 22h. Alguns passageiros que chegaram ao país da Copa após o início do torneio tranquilizaram os demais e contaram que era possível assistir pelo aplicativo da companhia aérea, patrocinadora do Mundial.

Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião
Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião
Foto: Aline Kuller/Terra

Quando o relógio apontava que o duelo teria início apenas dali uma hora, um senhor já estava inquieto em sua poltrona do voo 3073. “Como faço para ver o jogo?”, perguntou. “Coloca no Google. É a Argentina contra quem mesmo? Polônia?”, completou o amigo. A reportagem se intrometeu no papo, avisou que o adversário era a Austrália, que ainda não estava no horário e que seria possível ver pelo aplicativo.

Pausa para o serviço de bordo do avião, iluminação reduzida, um rápido cochilo e recomeça uma movimentação na aeronave. Sim, era 22h, a bola já rolava no estádio Ahmad bin Ali para o segundo duelo das oitavas de final. Trabalho em equipe, e todos interessados em secar ou torcer para os hermanos estão conectados. Apesar da maioria ser majoritariamente brasileira, também tem uruguaios e argentinos no voo.

A vida de acompanhar as partidas pelas telas nos lembra de um inimigo implacável e que estava ‘dormindo’ para quem passou os últimos 15 dias dentro dos estádios: o delay. O meu Whatsapp pisca: “Messi, Messi, Messi…”. No meu tablet, o camisa 10 argentino se prepara para bater a falta. Alguns instantes depois, um companheiro argentino grita o nome do Messi dentro do avião. O homem sentado ao meu lado, que acompanha o jogo pelo notebook, questiona: “Será que vai sair gol neste lance?”. Eu logo informo que sim, pelo relato no aplicativo de mensagens.

Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião
Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião
Foto: Aline Kuller/Terra

É somente após toda essa movimentação que o craque cobra a falta e a bola volta para que ele possa abrir o marcador. Mais de um minuto depois, eu vejo o gol da Argentina. Agora, Messi tem mais gols que Maradona na história da Copa do Mundo.

“Agora já era. Só se a Austrália conseguir empatar rápido, mas não vai ter mais jeito”, lamenta um torcedor brasileiro. Após o segundo gol argentino, marcado por Julian Alvárez, apenas críticas para o goleiro australiano. A vantagem no placar desanimou a maioria dos torcedores. O avançar do relógio, que já começava a entrar na madrugada, também fez com que muitos deixassem de torcer contra Messi e cia para dormir.

Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião
Como os brasileiros acompanharam a classificação argentina no avião
Foto: Aline Kuller/Terra

O gol da Austrália deu uma reanimada nos ânimos. “Faltam 14 minutos, né”, questionou um passageiro ao pedir para ver o replay do lance comigo. Na sequência, o empate perdido pelos australianos foi muito lamentado.

Fim de jogo, alguns sussurros, e torcida da Holanda reforçada para o duelo entre as duas seleções pelas quartas de final na próxima sexta-feira, 9. É hora de dormir que a viagem até o Brasil é longa.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade