PUBLICIDADE
Logo do Seleção Brasileira

Seleção Brasileira

Favoritar Time

Tite foge de favoritismo do Brasil e diz que não tem tempo de ver rivais na Copa

Treinador exaltou a força do grupo e evitou falar em titulares e reservas

1 dez 2022 - 10h18
(atualizado às 12h01)
Compartilhar
Exibir comentários
Tite, técnico da Seleção Brasileira, em entrevista coletiva na Copa do Mundo do Catar
Tite, técnico da Seleção Brasileira, em entrevista coletiva na Copa do Mundo do Catar
Foto: Reuters/Pedro Nunes

A Seleção Brasileira chegou ao Catar como uma das principais favoritas ao título. Após as vitórias seguras nas duas primeiras partidas, a confiança em uma eventual sexta conquista mundial aumentou. Porém, Tite não quer falar de favoritismo e prefere exaltar o grupo.

O treinador do Brasil argumentou que o foco está na preparação da equipe e que não consegue acompanhar os principais adversários na Copa do Mundo: "O Brasil tem 26 grandes jogadores e uma grande equipe. Não tenho tempo para acompanhar os jogos. Eu até me desculpei em cima de uma tragédia no Brasil, eu não tinha informação verdadeira, tamanho o foco, envolvimento e responsabilidade que temos. Estamos centrados nisso."

Na véspera do duelo contra Camarões, Tite lembrou da declaração de um ex-técnico que dizia que "tem três [jogadores] que vão estar em campo para decidir o jogo".

"Nos dois últimos jogos, cinco entraram quando o jogo já estava encaminhado, e quatro entraram para modificar o jogo. Essa é a representação. Vou ter que colocar 11, mas a vontade era colocar mais pela qualidade que eles têm, analisou.

Sem querer falar em titulares e reservas, o comandante da Seleção reforçou os sinais enviados durante o jogo. "O campo fala, a bola fala. Alguém entendia que o Rodrygo podia ser tão usado como foi? Mas a bola fala, não tem jeito", explicou.

Tite ainda defendeu Daniel Alves: "Não temos a pretensão de sermos unanimidade, aquilo que representamos fazendo isso com amor, carinho e dedicação. O Dani é um exemplo disso, ele faz tudo isso. Eu respeito muito. Ele transcende o lado futebol, ele é muito mais que jogar futebol."

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade