5 eventos ao vivo

Campeão em 2010, Xavi fica do lado da Federação em demissão de técnico

13 jun 2018
11h54
atualizado às 11h54
  • separator
  • comentários

Xavi Hernández foi campeão da Copa do Mundo pela Espanha em 2010 e ficou mais de 20 anos no Barcelona, se considerada a época das categorias de base. Nesta terça-feira, o ex-capitão blaugrana ficou do lado da Federação Espanhola de Futebol, que demitiu nesta manhã o técnico Julen Lopetegui, a apenas um dia do início do Mundial.

"A decisão de Lopetegui me pareceu inoportuna, inesperada e precipitada. Foi uma surpresa para todos, mas Rubiales (presidente da entidade) reagiu muito bem. Pensou na Federação, que deve estar sempre acima de qualquer pessoa", disse Xavi ao jornal espanhol Marca.

Julen Lopetegui foi demitido na manhã desta quarta-feira, um dia depois de confirmar sua ida ao Real Madrid após o término da Copa do Mundo. Fernando Hierro, então diretor esportivo da seleção espanhola, assumiu o comando. "Hierro é um treinador muito preparado para desempenhar este cargo na seleção. Para mim, a Espanha segue firmemente sendo uma candidata ao título. Ele nos ajudou muito em 2010, quando perdemos a primeira partida contra a Suíça", observou.

Sobre a atitude do Real Madrid, de contatar o técnico da seleção principal durante uma preparação para Copa do Mundo, o ex-Barça foi incisivo. "Não sou ninguém para comentar a atitude do Real Madrid, mas como ex-jogador creio que a Federação decidiu muito bem".

A Espanha está no Grupo B no Mundial, ao lado de Portugal, Marrocos e Irã. O jogo de estreia é já na próxima sexta-feira, às 15h (de Brasília), contra a equipe de Cristiano Ronaldo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade