PUBLICIDADE

Prandelli admite irritação e diz que pensou em não chamar Balotelli

8 out 2012 16h28
| atualizado às 18h53
Publicidade

O técnico da seleção italiana, Cesare Prandelli, admitiu, nesta segunda-feira, estar irritado com o atacante Mario Balotelli, do Manchester City. A última polêmica em que em que o atleta se envolveu com o comandante foi no início de setembro, quando deixou de participar de dois jogos com a Itália para fazer uma cirurgia de correção de miopia.

» Qual estádio em construção ou reforma será o mais bonito? Vote
» Tatu, gaucho e cachorrinho; veja evolução dos mascotes das Copas

"Digo a verdade. Quando decidiu operar durante as duas semanas que se dedicaria à seleção, ficou mal comigo. A camisa azul é uma coisa extraordinária para todos os jogadores", criticou Prandelli.

A cirurgia de Balotelli para corrigir uma miopia teria sido necessária por uma alergia desenvolvida pelo corpo do atleta contra lentes de contato. A data escolhida, contudo, coincidiu com a pausa dos campeonatos europeus para os jogos de seleções, fato que não caiu bem com o treinador, que pensou em não convocá-lo para os próximos jogos.

"Se pensei em não convocá-lo? Fiz alguma reflexão, mas depois revi mentalmente a última partida pela seleção e o chamei. Quero rever aquela profundidade", explicou o comandante da Itália.

Atacante deixou de disputar dois jogos com a Itália para se recuperar de cirurgia na vista
Atacante deixou de disputar dois jogos com a Itália para se recuperar de cirurgia na vista
Foto: Getty Images
Fonte: Terra
Publicidade