PUBLICIDADE

Mau início atrapalhou Brasil a fazer partida parelha, dizem jogadores

1 set 2014
Publicidade

Após duas vitórias na Copa do Mundo de basquete masculino, a Seleção Brasileira foi derrotada nesta segunda-feira para a Espanha, anfitriã da competição mundial. Para os jogadores brasileiros, o elenco poderia ter feito um jogo parelho com o time da casa, mas o mau início atrapalhou o objetivo dos comandados de Rubén Magnano.

"Não poderíamos ter começado o jogo daquela maneira. A Espanha começou marcando forte, batendo e tivemos um primeiro quarto desastroso. Depois, demos uma acalmada na ansiedade. Tenho certeza que erramos muitas coisas que havíamos combinado. E isso não pode acontecer contra uma equipe como a Espanha. Vamos analisar os erros que cometemos e seguir em frente porque ainda tem muita coisa pela frente", disse o pivô Anderson Varejão.

Para Marcelinho Huertas, a Seleção poderia ter batido de frente com a equipe da Espanha: "Nós tínhamos condições de fazer um jogo melhor, jogar de igual para igual, mas não foi possível. Méritos para eles também que tiveram um excelente aproveitamento nos arremessos de três pontos, fizeram um primeiro quarto perfeito que determinou o caminho da partida. Agora é pensar na Sérvia e buscar uma vitória que irá nos garantir em segundo no grupo".

O próximo compromisso da Seleção Brasileira será o duelo contra a Sérvia, na quarta-feira, às 13h (de Brasília). O pivô Thiago Splitter já pensa no confronto, que é importante para o Brasil definir seu adversário na próxima fase.

"O nosso jogo mais importante é o próximo contra a Sérvia. Vamos ver o vídeo do jogo, observar os pontos que erramos e procurar corrigir. Precisamos ganhar dos sérvios para ficar na segunda colocação da chave e seguir firme na competição em busca dos nossos objetivos", disse Splitter.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade