0

Croatas falam que pênalti é piada e pedem expulsão de Neymar

12 jun 2014
21h56
atualizado às 22h14
  • separator
  • 0
  • comentários

Indignação e revolta são duas palavras que definem os sentimentos dos jogadores da Croácia após a derrota para a Seleção Brasileira, por 3 a 1, na Arena Corinthians, em São Paulo. Os europeus destruíram com palavras a atuação do árbitro japonês Yuichi Nishimura. A reclamação principal, é claro, diz respeito ao pênalti marcado em cima de Fred, em jogada que culminou no segundo gol marcado pelo Brasil na partida de abertura da Copa do Mundo.

<p>Fred domina bola na &aacute;rea e cai ao receber marca&ccedil;&atilde;o de Lovren&nbsp;no lance que originou o p&ecirc;nalti para o Brasil</p>
Fred domina bola na área e cai ao receber marcação de Lovren no lance que originou o pênalti para o Brasil
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

Apontado pelo árbitro como o infrator do pênalti no centroavante brasileiro, o zagueiro Lovren era o mais indignado nas entrevistas dadas aos jornalistas após o jogo. "Você acha que foi pênalti? Dois bilhões de pessoas viram que eu não toquei nele", disse a um jornalista que perguntou sobre o lance. 

"Uma decisão muito ruim, foi um grande erro. Dois bilhões de pessoas estavam assistindo ao jogo e não entendo o árbitro. Eu acho que ele não merece estar aqui. Eu não sei como é possível ele estar aqui. É muito decepcionante para a gente, porque eu acho que a gente fez realmente um grande jogo, contra um grande time como o Brasil, mas nós vamos olhar para frente. Nós temos dois jogos para jogar e eu tenho muita confiança no meu time, que nós podemos passar de grupo", completou Lovren.

O zagueiro disse que não sabe se o árbitro se sentiu acuado por apitar a partida de estreia do Brasil na Copa do Mundo, mas achou a marcação do pênalti uma falta de respeito. "Eu não sei se ele sentiu a pressão. Eu estou apenas desapontado, porque não merecemos isso, merecíamos um resultado bem melhor aqui, nós mostramos que temos qualidade para vencer o Brasil. Nós falamos de respeito aqui (na Copa do Mundo). Eu não vi respeito. Tivemos várias reuniões com os árbitros, isso é uma vergonha para pessoas que tomam decisões como essas".

O capitão Srna era outro revoltado com as marcações do japonês Nishimura. Além de chamar o pênalti de piada, ele viu mais dois lances cruciais em que o juiz tomou decisões contrárias à Croácia. "Estou falando aqui há 20 minutos e todo mundo fala sobre pênalti, não foi pênalti. É uma brincadeira isso. Não foi pênalti. Esse árbitro não é para uma partida deste nível. Teve três grandes erros, primeiro o cartão vermelho (pela falta de Neymar em Modric), depois o pênalti e terceiro a falta que ele marcou no Júlio César (cometida por Olic) que fizemos o gol e ele anulou".

Questionado se fosse outro adversário, a atuação dos árbitro no duelo seria diferente, Srna preferiu não opinar. "Eu não sei, talvez sim, talvez não. Nos sete dias que estivemos no Tivoli, todo dia vinham pessoas falando de fair play, fair play, eu não vi fair play hoje". 

De acordo com o brasileiro naturalizado croata Sammir, o clima no vestiário dos adversários do Brasil era de desolação. "Acho que a gente mostrou para que veio no jogo de hoje, na minha opinião jogamos bem, começamos bem, mas o pênalti não houve e acho que o juiz foi decisivo no jogo de hoje...No vestiário estava todo mundo muito bravo porque nós vimos os lances né? O pênalti não houve e o Neymar deveria ter levado cartão vermelho". 

Confiantes em classificação

Apesar da revolta com a derrota, os jogadores croatas mostram confiança na classificação mesmo após sair sem pontos do jogo de estreia. "Nós temos coletividade, nós temos grandes jogadores, mostramos para todos que podemos jogar contra qualquer um, nós não estamos assustados. Estamos confiantes que possamos passar a fase de grupos", disse Lovren. "Com esse jogo que mostramos hoje nós vamos às oitavas de final, sem problemas", completou Srna.

Sem entrar em tanta polêmica quanto os colegas de equipe, o meia Modric destacou a importância do segundo jogo contra Camarões. "Penso que jogamos muito bem a partida, mas o segundo gol nos matou. Penso que não foi pênalti, o árbitro viu diferente que a gente. Agora acabou, não podemos fazer nada. Não me deixa feliz como perdemos hoje. Precisamos mudar o foco e ganhar a segunda partida para ir as oitavas". 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade