0
Logo do Brasileiro Série B
Foto: terra

Brasileiro Série B

Torcedor do Goiás é morto a tiros antes de clássico contra Vila Nova

28 jan 2019
17h36
atualizado às 17h36
  • separator
  • comentários

Antes da vitória do Goiás sobre o Vila Nova neste domingo, Rondinelly Borges de Oliveira, torcedor do Esmeraldino, foi morto a tiros em Senador Canedo, região metropolitana de Goiânia. Embora a polícia não tenha detido suspeitos e nem identificado relação com briga entre torcidas, o rapaz de 22 anos estava a caminho para assistir ao clássico, que aconteceu no Estádio da Serrinha.

Após ser baleado, Rondinelly foi levado ao Hospital de Urgências de Goiânia, porém não resistiu aos ferimentos. Ele tinha diversos registros em suas redes sociais com a camisa do Goiás, mostrando a forte relação que tinha com o clube.

O Goiás publicou uma nota oficial lamentando o ocorrido e contando um pouco da história de Rondinelly e sua família, que sofreram há 6 anos a perda do irmão do torcedor morto a tiros, que foi acometido por um câncer no fígado.

Visualizar esta foto no Instagram.

Você não conhece o Rondinelly, mas vamos contar a sua história. O garoto de 22 anos teve sua história atrelada ao Goiás há 8 anos, quando descobriu que seu irmão havia sido diagnosticado com um câncer no fígado. Após 18 meses de luta contra a doença, seu irmão não resistiu, e se despediu. Uma mãe chorou. Um irmão chorou. Dois mil dias depois, sua mãe o viu saindo de casa mas não verá o seu retorno. Rondinelly foi assassinado enquanto estava a caminho do Estádio Hailé Pinheiro. Uma mãe chorou. Quantas mães vão chorar ao saber que não terão seus filhos de volta? Quantos irmãos vão olhar para o lado e ter apenas a dor da saudade? O Goiás Esporte Clube está de luto. Isso não é futebol.

Uma publicação compartilhada por Goiás Esporte Clube | Oficial (@goiasoficial) em

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade