PUBLICIDADE

Criciúma atropela o Vasco e recebe aplausos em São Januário

Com gritos contra a SAF, Vasco, hostilizado, pode terminar a rodada na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro

27 abr 2024 - 17h57
(atualizado às 18h10)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Cleiton Ramos/Criciúma - Legenda: Criciúma City aproveitou a letargia do Vasco - / Jogada10

O Criciúma parecia o Manchester City jogando contra um time da Segundona Inglesa, em São Januário, neste sábado (27), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. E o Vasco era, então, este pobre adversário, que pagou todos os seus pecados diante do torcedor. Assim, o Tigre goleou o Gigante da Colina por 4 a 0 e recebeu até mesmo o reconhecimento do público local, em uma cena raríssima de acontecer no país pentacampeão mundial.

Com três pontos em 12 disputados, o Vasco pode terminar a jornada, enfim, na zona de rebaixamento. Já o Criciúma ganha o seu primeiro jogo no Brasileirão e se distancia da "zona da confusão", como diria o sociólogo da bola Vanderlei Luxemburgo, nome, aliás, que os torcedores cruz-maltinos, agora, sentem falta.

Vasco não se encontra em campo

Dono da casa, o Vasco tomou a iniciativa da partida, porém, com diversos problemas ofensivos e defensivos. Payet, que vestia a 10 de Dinamite, não sabia se recuava para buscar a bolas, e quando estavas chegavam, estava quase sempre de costas. Na melhor chance, em condições mais claras, acertou a trave e não voltou para o segundo tempo. Tudo dava errado para o Vasco. Sem intensidade na marcação, Felippe Mateus teve liberdade para acertar um petardo no gol do Jardim. Depois, Vegetti ainda perdeu um pênalti (Gustavo pegou) e viu o Tigre pressionar nos minutos finais.

Criciúma passeia em São Januário

Nada diferente do término do segundo tempo. Aliás, um Criciúma cada vez mais dono da partida. Com espaço, Felippe Mateus logo ampliou. Em seguida, Bolasie saiu em velocidade, cortou Hugo Moura e aumentou a vergonha na Colina. Naquele momento, a torcida já gritava contra SAF, o técnico Ramón Díaz e a equipe passiva dentro das quatro linhas. O Tigre, que não tinha nada ver com isso, aproveitou a crise do adversário para balançar a rede, de novo. Desta vez, na bola aérea. Maia ganhou de uma sonolenta zaga do Vasco e escorou para Meritão cabecear para a rede. O público da Colina, então, aplaudiu o gol do adversário. Um misto de gentileza e ironia.

VASCO 0x4 CRICIÚMA

Quarta rodada do Campeonato Brasileiro

Data e horário: 27/04/2024, às 16h (de Brasília)

Local: Estádio São Januário, Rio de Janeiro (RJ)

Gols: Felippe Mateus, 31'/1ºT (0-1); Felippe Mateus, 2'/2ºT (0-2); Bolasie, 9'/2ºT (0-3); Meritão, 24'/2ºT (0-4)

VASCO: Jardim; Paulo Henrique, Medel (Maicon, Intervalo), Léo e Piton; Sforza (Adson, 10'/2ºT), Moura (Carvalho, 25'/2ºT) e Payet (Galdames, Intervalo); Rayan (Clayton, 9'/2ºT), David e Vegetti. Técnico: Ramón Diaz

CRICIÚMA: Gustavo; Claudinho (Candelo, 29'/2ºT), Fagundes, Ángel (Maia, 21'/2ºT) e Hermes; Barreto, Meritão (Newtom, 29'/2ºT), Fellipe Mateus e Marquinhos Gabriel; Caike (Vizeu, 14'/2ºT) e Bolasie (Eder, 14'/2ºT). Técnico: Cláudio Tencati

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Francisco Chaves Bezerra Junior (PE)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (Fifa-SP)

Cartão Amarelo: Pton (VAS)

Cartão Vermelho:

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade