1 evento ao vivo

Arthur Cabral, ex-Palmeiras, completa 150 jogos na carreira e relembra momentos marcantes

22 fev 2021
12h17
atualizado às 14h14
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

No último domingo, em partida contra o FC Lausanne, pela Liga da Suíça, o atacante Arthur Cabral alcançou uma marca significativa em sua carreira: o jogo de número 150. Com passagens por Ceará e Palmeiras no Brasil, o centroavante chegou aos 61 jogos pelo Basel, atingindo a marca na somatória dos clubes.

Feliz e atual artilheiro da Liga com 11 gols marcados, Arthur comemora o feito alcançado e diz estar em seu melhor momento da carreira. "Sensação de felicidade, realização. Essa é uma marca bem expressiva, se você parar pra pensar. 150 é jogo pra caramba. Então só satisfação de alcançar algo assim com 22 anos".

Arthur Cabral vive grande momento no Basel, da Suíça (Foto: Reprodução/ Twitter)
Arthur Cabral vive grande momento no Basel, da Suíça (Foto: Reprodução/ Twitter)
Foto: Gazeta Esportiva

"Com certeza vivo meu melhor momento da carreira. Como eu sempre falo, quero estar em constante evolução e nessa linha eu posso dizer que vivo meu melhor momento. Maturação, crescendo tecnicamente e fisicamente. Creio que esteja mostrando isso dentro de campo com boas partidas, ajudando minha equipe com gols, passes…", disse Arthur.

Com 84 jogos feitos pelo Ceará e cinco com a camisa do Palmeiras, Arthur já marcou 62 gols em sua carreira. No Basel, ele vive o seu momento mais artilheiro, com 31 gols feitos em apenas 61 jogos. No Vozão, foram 30 tentos. No entanto, a fase mais especial escolhida pelo centroavante foi com a camisa do alvinegro.

"Difícil escolher um momento que eu mais goste nesses 150 jogos, mas acho que fico com os primeiros. Quando tudo é começo, novidade, a emoção é mais forte. Eu fico com o meu segundo gol pelo profissional, contra  o Brasil de Pelotas. Momento de pura realização, até me emocionei".

Se tivesse que dar um conselho para si mesmo no início de carreira, Arthur é claro: "Eu falaria para seguir fazendo isso, lutando, batalhando, treinando… Pois tudo que a gente passou vai valer a pena lá na frente. Vão vir dificuldades, não é só chegar no profissional que já está feito. Cada dia vem mais obstáculo, mas é só seguir trabalhando que tudo vale a pena".

Veja também:

Listamos os dez melhores kickers da NFL
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade