PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Árbitro de Flamengo x Internacional relata ter sido xingado por uma criança e explica expulsão de Gabigol

Paulo Roberto Alves Júnior detalhou os cartões dados ao atacante do Flamengo, que perdeu para o Internacional neste domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro

9 ago 2021 16h44
ver comentários
Publicidade

Na súmula da partida entre Flamengo e Internacional, realizada neste domingo no Maracanã, o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior explicou os cartões dados a Gabriel Barbosa. O atacante rubro-negro acabou expulso aos 17 minutos do segundo tempo, após "bater palmas de forma irônica, por diversas vezes, em direção ao árbitro." O Colorado venceu o jogo, válido pelo Brasileirão, por 4 a 0.

O árbitro Paulo Roberto Alves Júnior entre os capitães de Fla e Inter (Foto: Ricardo Duarte/S.C. Internacional
O árbitro Paulo Roberto Alves Júnior entre os capitães de Fla e Inter (Foto: Ricardo Duarte/S.C. Internacional
Foto: Lance!

Confira, abaixo, as justificativas dadas pelo árbitro para a aplicação do cartão amarelo e do consecutivo cartão vermelho dado ao Gabigol, respectivamente.

"- Chutar a bola para longe ou carrega-la com as mãos depois de o árbitro ter paralisado o jogo - Com a partida paralisada, chutar a bola para longe em forma de protesto contra a decisão da arbitragem."

"- Por após receber uma advertência com cartão amarelo, bater palmas de forma irônica, por diversas vezes, em direção ao árbitro. o mesmo atleta, quando saia do campo de jogo proferiu as seguintes palavras: " isso é uma piada! por isso que o futebol brasileiro é essa várzea!", o que foi ouvido pelo assistente número um, sr. victor hugo imazu dos santos."

Na súmula da partida, o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior ainda relatou que foi xingado por uma criança no Maracanã, a qual estaria vestindo a camisa do Flamengo e fez gestos obscenos em sua direção. O juiz não soube identificar quem seria a criança. O jogo contra o Internacional foi realizado com os portões fechados para torcedores, sendo permitido a entrada apenas de profissionais do clube, como dirigentes e membros da comissão técnica.

- Após o termino do primeiro tempo, observei na arquibancada, setor destinado ao staff do flamengo, uma criança vestindo a camisa do clube

citado, fazendo gestos obscenos com os dedos do meio e gritando para este arbitro: "parem de roubar seus ladrões do caralho". informo que

não foi possível identificar o mesmo - relatou o árbitro em súmula oficial.

Lance!
Publicidade
Publicidade