0

Filipe Toledo se vê mais maduro e espera bom duelo com Medina e John John

Surfista sonha com o título mundial de surfe nesta temporada e sabe que precisará superar dois bicampeões

1 mar 2019
18h40
  • separator
  • comentários

No ano passado, Filipe Toledo bateu na trave no Circuito Mundial de Surfe. Mas ele garante que aprendeu os erros, está insistindo em reparar suas deficiências, principalmente nas ondas mais pesadas, e sabe que a tarefa para conquistar seu primeiro título mundial não será fácil, até por causa de dois grandes rivias: os bicampeões mundiais Gabriel Medina e John John Florence.

O havaiano teve uma lesão séria no ano passado e perto parte da temporada. Agora, vai voltar e provavelmente brigar com os melhores pelo título. "Independentemente dele, a dificuldade sempre vai ter, mas claro que ele é uma pedrinha no sapato a mais (risos). Assim, se você estiver bem treinado, com a cabeça boa e vier onda, não vai desperdiçar a chance, não vai deixar passar. Então, só traz mais emoção para o Circuito ele estar de volta", disse.

Filipinho sabe que John John é um rival de peso, mas garante que o surfista a ser batido na temporada é Medina, que conquistou seu segundo título mundial em dezembro. "Tem os dois lados de ser campeão mundial. Às vezes pode trazer muito benefício no ano seguinte, igual ao John John, que ganhou dois títulos seguidos, ou pode trazer aquela sensação de dever cumprido, ficar mais tranquilo. Não sei te dizer como vai ser, mas sem dúvida alguma por ser o campeão mundial o Gabriel vai ser o cara a ser batido. Ele compete muito bem e é o melhor surfista do mundo na atualidade."

O surfista sabe que, além do título mundial, para os brasileiros da elite da modalidade está em jogo também no Circuito Mundial duas vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Os dois brasileiros mais bem colocados no ranking no final do ano vão carimbar seu passaporte para a Olimpíada. Filipinho sabe que a disputa será boa.

"É um objetivo que tenho além do título mundial. Da mesma forma que estou focado no título mundial, também estou focado nessa vaga olímpica. Seria um sonho realizado poder fazer parte do time e, quem sabe, se Deus quiser, ganhar uma medalha. Seria muito bom para o nosso esporte. Então, foco total na vaga e quero muito poder representar o Brasil", avisou.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade