0

Democrática no início, Copa do Brasil avança com 13 da elite

20 abr 2018
15h19
  • separator
  • comentários

O caráter democrático da Copa do Brasil, com 91 clubes, é passageiro. Quando a competição afunila, os clubes das Série B, C e D do Brasileiro e os do Norte e Nordeste são praticamente varridos do mapa. Na atual edição, não é muito diferente.

Taça da Copa do Brasil
Taça da Copa do Brasil
Foto: Kin Saito / CBF / LANCE!

Para as oitavas de final, cujos confrontos foram sorteados nesta sexta (20), há apenas dois clubes da metade superior do País: Bahia, por ter sido campeão da Copa do Nordeste de 2017, e Vitória, que eliminou o Internacional.  O Norte e o Nordeste contavam com 34 equipes no desenho inicial da Copa.

Dos 16 finalistas, 13 são da Série A do Brasileiro.

Como campeão da Copa Verde de 2017, o Centro-Oeste terá a Luverdense nessa fase. É o único clube da Série C do Brasileiro que ainda respira na competição, e também daquela região do País. No começo, eram 10 equipes do Centro-Oeste.

Entre os que hoje estão na Série B, apenas dois seguem na Copa do Brasil: Goiás e Ponte Preta.

A Copa do Brasil é disputada no sistema mata mata e isso desfaz rapidamente o sonho de muitos torcedores que se orgulham de ver seus clubes classificados para a competição. Quarenta deles foram eliminados logo na primeira partida, entre 30 de janeiro e 7 de fevereiro.

Para as oitavas de final, juntam-se os campeões da Copa Verde, Copa do Nordeste e Série B de 2017 e mais os times que jogam a Libertadores – oito neste ano – Chapecoense (que saiu antes da fase de grupos), Grêmio, Cruzeiro, Santos, Palmeiras, Corinthians, Vasco e Flamengo.

Os confrontos definidos para as oitavas:

Atlético-MG x Chapecoense

Atlético-PR x Cruzeiro

Bahia x Vasco

Goiás x Grêmio

Vitória x Corinthians

América-MG x Palmeiras

Ponte Preta x Flamengo

Santos x Luverdense

Fonte: Silvio Alves Barsetti

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade