2 eventos ao vivo

Depois de 11 anos, Luxemburgo volta ao comando do Cruzeiro

2 jun 2015
18h42
atualizado às 19h47
  • separator
  • 0
  • comentários

A diretoria do Cruzeiro se moveu rapidamente e, pouco depois de anunciar a demissão de Marcelo Oliveira, já acertou com Vanderlei Luxemburgo nesta terça-feira para ocupar o cargo de treinador da equipe. Assim, ele voltará ao comando da Raposa depois de 11 anos de sua vitoriosa primeira passagem, encerrada em 2004, ano seguinte à conquista da tríplice coroa - Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Aos 63 anos, Luxemburgo foi recentemente demitido do Flamengo, clube pelo qual fez sua quarta passagem, mas dessa vez ficou lá por apenas dez meses, sem conquistar nenhum título. A contratação dele seria um desejo antigo do presidente Gilvan Pinho Tavares, que aproveitou a disponibilidade dele no mercado e a má fase do time celeste para efetuar a troca.

Substituir Marcelo Oliveira, no entanto, não será missão das mais fáceis para o experiente treinador, uma vez que seu antecessor foi bicampeão brasileiro entre as temporadas de 2013 e 2014 e deixou o Cruzeiro como time a ser batido no cenário nacional.

Apesar do êxito nas duas últimas temporadas, Marcelo passou a sofrer pressões nesse ano. A má fase começou com a eliminação do Campeonato Mineiro pelo arquirrival Atlético, passou por um início fraco de Brasileirão - com três derrotas e um empate em quatro rodadas - e chegou ao seu pior momento com a eliminação melancólica para o River Plate nas quartas de final da Libertadores em pleno Mineirão, após ter vencido o jogo de ida no Monumental de Núñez.

Luxemburgo está de volta ao Cruzeiro
Luxemburgo está de volta ao Cruzeiro
Foto: ERBS JR. / FramePhoto

Além de suas conquistas na Raposa, Luxemburgo chega ao desafio de dirigir o clube credenciado por longo e consistente currículo. Já conquistou outras quatro vezes o Campeonato Brasileiro - fora o de 2003 - em 1993, 1994, 1998 e 2004. Despediu-se da Raposa como campeão estadual de 2004 e, longe de Minas Gerais, acumula 12 troféus por outros locais do país. Entre as equipes que já dirigiu também estão Corinthians, Palmeiras, Santos, Grêmio, Atlético-MG e Fluminense, além do Real Madrid-ESP e da Seleção Brasileira.

Futebol e música! Cruzeiro reúne Skank e ídolos do passado
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade