PUBLICIDADE

Sete motivos para achar que o Botafogo está muito perto do título brasileiro; 7 para ter fé na salvação do Vasco

Esses clubes vivem momentos antagônicos há algum tempo no Campeonato Brasileiro

27 ago 2023 - 22h31
(atualizado às 22h55)
Compartilhar
Exibir comentários
Abençoado por Didi, Garrincha e Nílton Santos, no lindo mosaico da foto, o Botafogo está voando na temporada; já o Vasco...
Abençoado por Didi, Garrincha e Nílton Santos, no lindo mosaico da foto, o Botafogo está voando na temporada; já o Vasco...
Foto: Vitor Silva/Botafogo / Jogada10

O Glorioso assombra a todos com uma campanha imprevisível e irresistível. Já o Gigante da Colina assusta os torcedores com a permanência na zona de rebaixamento embora o desempenho esteja melhor desde a chegada dos reforços e do técnico Ramón Díaz.

Mais uma bela tarde para o Botafogo. Com linda homenagem póstuma da torcida a três eternos ídolos, Garrincha, Nilton Santos e Didi, o time comandado por Bruno Lage brilhou de novo. Diego Costa, o substituto de Tiquinho Soares, fez dois gols. O terceiro do Fogo, na vitória por 3 a 0, foi um golaço. Com direito à jogada inusitada de Hugo. O lateral-esquerdo reserva apareceu pela direita e deu belo lançamento para Luís Henrique driblar o goleiro Marcos Felipe e marcar. O encanto com o futebol ‘quase arte’ tem explicação.

1) O conjunto do time é algo sensacional. O Botafogo não tem queda brusca de desempenho. As escalações andam variando um pouco, por causa de lesões ou opções táticas. No entanto, as transições da equipe continuam velozes e perfeitas. Continua controlando as ações contra os adversários. Como escrevi anteriormente, o time carioca possui pontas-alas com características diferentes e complementares que confundem as defesas. Segovia é mais habilidoso e técnico. Victor Sá é mais veloz. Luís Henrique tem super explosão. Júnior Santos caiu de produção, mas é o atacante que marca melhor.

2) O Botafogo quase não perde. A invencibilidade é de 19 jogos no ano. Além disso, o Glorioso mantém muitos pontos de vantagem para os concorrentes.

3) É o melhor mandante do Campeonato Brasileiro, com 11 vitórias no Estádio Nilton Santos em 11 partidas.

4) O Fogão tem a melhor defesa, com apenas 11 sofridos. Lucas Perri é o melhor goleiro do Brasileiro. Tem excepcional poder de reação. Adryelson, o melhor zagueiro, com poder de leitura das decisões dos atacantes adversários, facilitando a antecipação e a interceptação das jogadas. Além disso, o Glorioso tem o melhor ataque da competição também, com 38, um a mais do que o do vice-líder Palmeiras.

5) Eduardo tem sido o melhor meio-campo criativo do Brasileirão. Ele acelera muito o jogo. Tem velocidade e toca de primeira quase sempre. O camisa 33 está na melhor fase da carreira.

6) O artilheiro e líder Tiquinho Soares se lesionou e os substitutos deram conta do recado. Janderson atuou bem contra o Internacional. Diego Costa, mesmo com números ruins nos últimos anos de carreira, já teve atuação muito boa contra o Bahia. Fez dois gols.

7) Apesar da fama de não ter um grande elenco, o Botafogo faz a diferença, pois quem está no banco mostra competência sim. Danilo Barbosa se machucou em determinado momento do Brasileiro, já voltou, e Marlon Freitas deu conta do recado com desarmes e ótimos passes ofensivos. Hoje, titular absoluto. Gabriel Pires voltou a entrar muito bem nas partidas. Júnior Santos caiu de rendimento, mas Matí Segovia anda mostrando bom futebol. Victor Sá consegue atuar bem até na ponta direita. O atacante tem o hábito de jogar pela esquerda normalmente. Tudo parece dar certo.

Já o Vasco está na zona de rebaixamento, mas o desempenho melhorou.

1) O desempenho realmente melhorou. O Gigante da Colina deu muito trabalho para o vice-líder do Brasileirão. A derrota foi por 1 a 0, aliás, um golaço de falta de Raphael Veiga, porém, o VAR anulou gol legítimo do Vasco.

2) Pablo Vegetti, o novo centroavante, deixou o ataque carioca mais forte. Ele fez o gol da vitória sobre o Grêmio e trabalha bem a bola como pivô.

3) Paulinho entrou bem no time. A criação das jogadas ofensivas é bem melhor agora do que no turno do campeonato.

4) O ataque tem muito mais mobilidade. Orellano e Gabriel Pec, por exemplo, tiveram desempenhos melhores na competição.

5) O Vasco tem um jogo a menos no Brasileiro.

6) Nas últimas quatro partidas, duas vitórias, um empate e apenas uma derrota contra times que estão nas primeiras colocações do Brasileiro, como Grêmio, Bragantino e Palmeiras, e equipes de alto investimento, como o Atlético-MG, o Galo. Fez jogo duro contra os melhores elencos.

7) Dimitri Payet estava suspenso pela FIFA. O meia-atacante francês já poderá jogar pelo Vasco. O nível aumentará, pois Payet é muito bom nos chutes a gol, na bola parada e na criação.

Abraços boleiros e esperançosos.

Repito: Botafogo é quase campeão!

Fonte: PV Ferreira PV Ferreira é editor e jornalista esportivo com experiência em coberturas do futebol brasileiro, sul-americano e europeu, além das modalidades olímpicas e paralímpicas. As visões do colunista não representam a visão do Terra.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade