PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Caçada em campo, Seleção mantém boa fase e vence Coreia do Sul

12 out 2013 09h52
| atualizado em 31/5/2014 às 12h22
ver comentários
Publicidade

Desde que Felipão assumiu o comando da Seleção Brasileira, o time tem vivido uma boa fase. Foi campeão da Copa das Confederações e, apesar da derrota para a Suíça, goleou a Austrália por 6 a 0 e agora conseguiu outra vitória com grande domínio: diante de uma Coreia do Sul que fez 22 faltas e "caçou" os principais jogadores adversários, a vitória brasileira por 2 a 0 aconteceu sem sustos, mesmo em Seul. Agora o bom momento da equipe será testado contra a Zâmbia, em jogo que será disputado na China, na próxima terça-feira.

<p>Jogadores da Sele&ccedil;&atilde;o Brasileira dominaram a partida</p>
Jogadores da Seleção Brasileira dominaram a partida
Foto: AP

Como já virou tradição, o Brasil tentou abafar seu adversário no começo do jogo, com marcação sobre pressão e muita velocidade com a bola nos pés.Porém, o time abusou das ligaçõesa diretas dos zagueiros para os atacantes e só criou chances esporádicas de gol. Em uma delas, aos 12min, Hulk ficou de frente para o gol, mas finalizou em cima do goleiro.

Aos poucos, porém, a Coreia segurou o ímpeto do Brasil e também conseguiu espaços para jogar. A melhor chance do time asiático veio aos 33min, quando aconteceu uma tabela pela esquerda, e Bo-Kyung Kim foi lançado na entrada da área. Mas o chute saiu fraco e foi defendido por Jéfferson.

No final do primeiro tempo, o jogo ficou mais agressivo, com faltas duras e até uma discussão de Marcelo com Kook-Young Han. Mas o excesso de infrações foi bom para o Brasil, já que Neymar aproveitou uma delas para acertar a cobrança no canto direito e abrir o placar, aos 43min.

<p>Paulinho fez excelente passe para gol de Oscar</p>
Paulinho fez excelente passe para gol de Oscar
Foto: Mowa Press / Divulgação

Para o segundo tempo, como era previsto, Felipão resolveu fazer um teste. Voltou a formar o meio-campo como tinha feito contra a Austrália, no mês passado - Ramires entrou no lugar de Hulk e deu mais liberdade a Paulinho, algo que rapidamente deu resultado: o volante do Tottenham fez uma enfiada de bola perfeita para Oscar, que ainda driblou o goleiro antes de marcar o segundo gol.

Depois disso, a partida ficou mais sonolenta do que nunca. A Coreia não conseguiu usar sua velocidade para surpreender, enquanto os brasileiros pareciam se contentar com o resultado e apenas administrá-lo. Só uma jogada aérea trouxe alguma emoção, mas o cabeceio de Myung-Joo Lee foi para fora, por pouco.

Felipão tentou mudar o meio-campo do Brasil para ter um time mais motivado, com as entradas de Lucas Leiva, Hernanes e Bernard. Apesar dos jogadores terem tido um desempenho razoável, a partida caminhou sem emoções para o seu término.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade