PUBLICIDADE

Basquete

Filho de LeBron James sofre parada cardíaca durante treinamento e é levado ao hospital

Jovem de 18 anos foi socorrido às pressas e está em condição estável após deixar a UTI

25 jul 2023 - 15h02
Compartilhar
Exibir comentários

Bronny James, filho mais velho de LeBron James, sofreu uma parada cardíaca enquanto participava de um treinamento com sua equipe de basquete da Universidade do Sul da Califórnia (USC), na segunda-feira. De acordo com o portal americano de notícias TMZ Sports, o jovem de 18 anos foi levado imediatamente ao hospital e está estável, fora da UTI.

"Ontem, enquanto treinava, Bronny James sofreu uma parada cardíaca. A equipe médica conseguiu socorrer Bronny e levá-lo ao hospital. Ele está em condição estável e já deixou a UTI. Nós pedimos respeito e privacidade para a família James e iremos atualizar a imprensa quando tivermos mais informações", afirmou um porta-voz da família ao TMZ. "LeBron e Savannah (mulher do jogador) agradecem publicamente à equipe médica do USC por seu incrível trabalho e dedicação em prol da segurança dos atletas", completou.

Bronny, de 1,91 metro, é armador e tem gerado expectativa no mundo do basquete. Ele tinha a opção de jogar a G League, liga de desenvolvimento da NBA, nesta temporada, mas escolheu atuar na liga universitária (NCAA) pela USC, que o anunciou em maio deste ano. Antes, o jovem atuou pela Sierra Canyon High School, também da Califórnia, enquanto cursava o ensino médio.

O garoto é cotado para o draft, processo de recrutamento de jovens talentos para a NBA, de 2024. O time que escolher Bronny para seu elenco deve ser também o destino de LeBron, que já comentou mais de uma vez sobre o sonho de jogar ao lado do filho. Seria a primeira vez que pai e filho jogam juntos na NBA.

Agora, a realização do objetivo dependerá do que os exames médicos após a parada cardíaca vão revelar sobre a saúde de Bronny, que tem um exemplo próximo de situação parecida. Shareef O'Neal, filho de Shaquile O'Neal e amigo de Bronny, também teve um problema cardíaco, em 2018, quando era estrela adolescente do basquete, e precisou passar por cirurgia. Ele não foi escolhido no draft de 2022, para o qual era elegível, e hoje joga a G League pelo Ignite.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade