PUBLICIDADE

Retrospectiva 2021: Götz leva título controverso no DTM. Larson domina Nascar

Maximilian Götz conquistou o DTM em ano marcado por grid desconhecido e com final controverso. Kyle Larson teve melhor campanha da Nascar nos últimos 15 anos para sair com título

7 jan 2022 04h17
ver comentários
Publicidade
Título controverso de Maximilian Götz marcou DTM
Título controverso de Maximilian Götz marcou DTM
Foto: Reprodução/Facebook / Grande Prêmio

O ano de 2021 ficou marcado no turismo por passagens de bastão em algumas das principais categorias de turismo do mundo. O DTM passou por uma forte mudança de regulamento, perdeu alguns de seus principais nomes e acabou por coroar um campeão de forma controversa. A Nascar viu um ano de calendário variado, e de surgimento de uma nova estrela que dominou o certame. A Retrospectiva relembra aqui.

Após grave crise financeira e saída de diversas montadoras, o DTM foi forçado a abandonar os carros de turismo "Classe 1" para adotar os GT3, trazendo de volta a Mercedes, mantendo Audi e BMW, além de receber Ferrari, McLaren e Lamborghini como montadoras.

O grid acabou sofrendo fortes perdas com as saídas de René Rast e Robin Frijns, que preferiram se dedicar integralmente ao Mundial de Fórmula E. A grande novidade veio pela Red Bull, que abriu um programa na categoria colocando o ex-F1 Alexander Albon, além de Liam Lawson, também piloto da Fórmula 2.

RETROSPECTIVA 2021

F1 vibra com Verstappen x Hamilton, mas sofre com erros da FIA

Hamilton ensaia grande virada, mas busca pelo octa vira decepção

Pérez e Bottas ajudam Red Bull e Mercedes de maneiras diferentes

Alex Albon acelera no DTM em 2021, mas já pensa no retorno à F1 em 2022
Alex Albon acelera no DTM em 2021, mas já pensa no retorno à F1 em 2022
Foto: Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

E Lawson foi o grande piloto do campeonato, promovendo um interessante duelo com o sul-africano Kelvin van der Linde. Foram três vitórias para cada piloto, que chegaram na final em Norisring separados por 14 pontos.

Liam aumentou a vantagem com o terceiro lugar na corrida 1, enquanto Van Der Linde foi apenas quarto, e eis que veio o grande momento de controvérsia da temporada. Logo na largada da corrida 2, na qual Lawson era pole, Van Der Linde deliberadamente jogou o carro para cima do adversário. O neozelandês sofreu com problemas de suspensão e fez inúmeros pit-stops ao longo da prova, terminando 20 voltas atrás do vencedor.

Não satisfeito, Kelvin decidiu mirar o outro postulante ao título: Maximilian Götz, que chegou no fim de semana com poucas chances, mas viu o título cair em seu colo após Kelvin forçar um toque e acabar rodando, com pneu furado.

Liam Lawson chegou à última corrida do DTM na liderança, mas ficou sem o título
Liam Lawson chegou à última corrida do DTM na liderança, mas ficou sem o título
Foto: Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

Com chances evidentes de título pelo abandono dos postulantes, Götz ainda contou com as ordens de equipe da Mercedes para sair com a vitória e o surpreendente caneco do DTM. Aos 35 anos, o alemão tinha participado da categoria apenas em 2015 e 2016, sequer somando pódios.

Na Nascar, um raro domínio. Kyle Larson, que não disputou a temporada 2020 depois da demissão da Ganassi por comentários racistas em uma corrida virtual, arranjou vaga na Hendrick, a principal equipe do grid. Poucas foram as dúvidas de que foi, de fato, o grande nome do certame em 2021.

Fez a melhor campanha da temporada regular com cinco vitórias, em Las Vegas, Charlotte, Sonoma, Nashville e Watkins Glen. Nos playoffs, foi 'clutch' na hora que precisou, vencendo em Bristol no Round of 12, emendando triunfos em Charlotte, Texas e Kansas, e posteriormente fechando o título com um grande acerto de estratégia em Phoenix.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Kyle Larson festeja a conquista do título da Nascar em Phoenix
Kyle Larson festeja a conquista do título da Nascar em Phoenix
Foto: Nascar / Grande Prêmio

Larson se tornou o primeiro campeão desde Jimmie Johnson, em 2007, a vencer 10 corridas em uma temporada. O vice-campeonato acabou nas mãos de Martin Truex Jr. - o terceiro nos últimos quatro anos - enquanto Denny Hamlin e o então campeão Chase Eliott completaram a final.

No WTCR, pouca surpresa com o título do francês Yann Ehrlacher. Apesar de vencer apenas duas corridas em 2021, a consistência foi chave para bater os adversários Frédéric Vervisch e Jean-Karl Vernay.

Quem também não surpreendeu com título foi Shane van Gisbergen, no australiano V8 Supercars. Sem a concorrência do algoz Scott McLaughlin, agora na Indy, conquistou o bicampeonato com tranquilidade.

OS CINCO PIORES PILOTOS DA F1 2021

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.
Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade