PUBLICIDADE

Ricciardo mira "pegar ritmo" em rodada tripla que é "melhor forma de aprender"

Daniel Ricciardo está ansioso pela rodada tripla da Fórmula 1 e sente que será a chave para seu período de adaptação à McLaren

9 jun 2021 04h17
ver comentários
Publicidade
Daniel Ricciardo teve uma classificação para esquecer nas ruas de Baku. Ainda no Q2, bateu protagonizando bandeira vermelha na sessão
Daniel Ricciardo teve uma classificação para esquecer nas ruas de Baku. Ainda no Q2, bateu protagonizando bandeira vermelha na sessão
Foto: McLaren / Grande Prêmio

Daniel Ricciardo teve um começo de temporada difícil. O australiano deixou a Renault depois de duas temporadas e se transferiu para a McLaren, mas até o momento, tem um desempenho pior que o do companheiro de equipe Lando Norris. Em Baku, teve o que celebrar positivo, marcando pontos ao terminar na nona colocação depois de um GP de Mônaco desastroso. Com uma rodada tripla a seguir, com um GP na França e dois na Áustria, Ricciardo se empolga.

"Estou ansioso, na verdade, para entrar no ritmo, são três corridas consecutivas", disse ele. "Quando você está tentando aprender qualquer esporte, a melhor maneira de aprender é praticando e praticando e essa é a única coisa da Fórmula 1, não podemos fazer isso todos os dias, não podemos simplesmente sair amanhã e ir e correr algumas voltas, então acho que ter três fins de semana consecutivos e treinar consecutivamente irá acelerar meu progresso."

Daniel Ricciardo foi aos pontos e terminou o GP do Azerbaijão na nona colocação
Daniel Ricciardo foi aos pontos e terminou o GP do Azerbaijão na nona colocação
Foto: McLaren / Grande Prêmio

Ricciardo é ainda realista e sabe que uma corrida pode ser simulada de forma quase idêntica às tecnologias atuais, mas aponta uma desvantagem: "Temos o simulador e essas coisas ajudam, mas no simulador os muros não doem. Portanto, nunca é exatamente a mesma coisa".

Apesar dos resultados um tanto decepcionantes, Ricciardo só falhou em marcar pontos uma vez em 2021. Isso aconteceu em Mônaco, onde o companheiro de equipe Norris conseguiu um de seus dois pódios este ano. Sobre isso, o dono do carro #3 foi direto: é preciso estar bem com o carro.

"Parece tão básico, mas continuar a aprender com o carro. Acho que houve momentos na corrida em que aproveitei um pouco mais, isso é importante. E alguns pontos, numa corrida como a de Baku tudo pode acontecer. Podemos estar no pódio, nos cinco primeiros ou na parede logo na curva 1″.

Fernando Silva falou sobre o pódio de consagração do Azerbaijão (Vídeo: GRANDE PRÊMIO)

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade